Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.042,47
    -5,82 (-0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Candidata do PT à Prefeitura Curralinho-PA é assassinada; ex-marido é suspeito

·1 minuto de leitura
Leila Arruda, candidata à Prefeitura de Curralinho (PA), foi morta - Foto: Reprodução/Facebook
Leila Arruda, candidata à Prefeitura de Curralinho (PA), foi morta - Foto: Reprodução/Facebook

A candidata do PT na eleição à prefeitura de Curralinho, no arquipélago de Marajó, no Pará, foi brutalmente assassinada na última quinta-feira. Leila Arruda recebeu pauladas e facadas nas redondezas de sua residência, no bairro de Tenoné, em Belém.

Os parentes de Leila afirmam que ela foi vítima de feminicídio. De acordo com eles, o responsável pelo crime foi o ex-marido da petista, de quem ela estava separada há três anos mas seguia sofrendo com perseguições.

Leia também

De acordo com informações do UOL, o irmão de Leila, Léo Arruda, ex-prefeito de Curralinho, foi quem encontrou o corpo da candidata. O ex-marido da vítima já teria sido encontrado pela polícia em uma casa próxima ao crime e levado para prestar depoimento.

O PT Pará utilizou as redes sociais para pedir justiça por Leila e também acusar o ex-marido. “O PT Pará ressalta sua indignação por este crime brutal que tirou a vida de mais uma mulher no estado e reitera que é inadmissível que as mulheres sejam reféns da violência provocada pelo machismo enraizado na sociedade”, diz a nota.

Leila foi a terceira colocada da eleição do último domingo em Curralinho, com 16,85% dos votos. Cléber Edson, do PSD, foi eleito com 40,35%.