Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.934,07
    -11,00 (-0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Canadense TC Energy anuncia desistência do projeto do oleoduto Keystone XL

·1 minuto de leitura
Ativistas protestam contra o oleoduto Keystone XL em Washington, DC, 12 de agosto de 2013

O controverso projeto do oleoduto Keystone XL entre o Canadá e os Estados Unidos foi abandonado, anunciou nesta quarta-feira (9) o operador canadense TC Energy, quase cinco meses depois da decisão do presidente americano, Joe Biden, de bloquear a iniciativa.

"A TC Energy confirmou hoje, depois de uma análise completa de suas opções e em consultas com um sócio, o governo de Alberta, que pôs fim ao projeto do oleoduto Keystone XL", anunciou a empresa em um comunicado.

O grupo canadense tinha anunciado a suspensão das obras horas antes da assinatura do decreto por Biden, em 20 de janeiro, quando assumiu o cargo.

O grupo sediado em Calgary, no oeste do Canadá, lamentou a decisão americana e anunciou "a demissão de milhares de trabalhadores".

Este projeto, apoiado pelo governo canadense, mas criticado por ambientalistas, foi lançado em 2008. Foi anulado pela primeira vez por Barack Obama por considerá-lo poluente demais, mas o presidente Donald Trump voltou a impulsioná-lo por razões econômicas.

A revogação deste decreto de Trump foi uma promessa de campanha de Biden, no âmbito de seu plano de luta contra as mudanças climáticas.

O projeto visava a transportar mais de 800.000 barris de petróleo por dia a partir de 2023 entre a província canadense de Alberta e as refinarias do Golfo do México.

ast/et/led/mr/lda/mvv