Mercado fechado

Canadense dorme em Tesla com piloto automático dirigindo sozinho a 140 km/h

Ramon de Souza
·2 minutos de leitura

Quem compra um carro da Tesla quer mais do que simplesmente um motor elétrico — um dos principais chamarizes da montadora é seu eficiente sistema de piloto automático, batizado simplesmente como Autopilot e capaz de fazer muita coisa na via de forma 100% autônoma. Porém, alguns motoristas estão confiando demais no sistema robotizado e colocando a sua vida (e das pessoas ao seu redor, é óbvio) em risco.

O mais recente disso aconteceu na cidade de Alberta, no Canadá. A polícia local chamou atenção na web ao publicar um relato bem curioso em seu perfil oficial do Twitter: os oficiais teriam abordado um veículo da Tesla trafegando a 140 km/h enquanto o motorista dormia com os bancos totalmente reclinados, transformando o cockpit em uma verdadeira cama. O dorminhoco, é claro, foi multado por excesso de velocidade e condução perigosa.

“Depois que o oficial responsável ativou as luzes de emergência em seu veículo, o Tesla automaticamente começou a acelerar. O oficial conseguiu obter leituras de radar do veículo, confirmando que ele havia acelerado automaticamente até exatamente 150 km/h”, explica a Real Polícia Montada do Canadá (RCMP, no original em inglês). O possante eventualmente estacionou — não sabemos se sozinho ou pelo despertar do motorista.

Vale lembrar que, por mais que o Autopilot seja considerado um sistema relativamente eficiente, a própria Tesla confessa que o recurso não é perfeito e exige que o usuário mantenha suas mãos ao volante. Recentemente, a empresa até aplicou uma atualização em sensores para garantir que hajam dados segurando a direção — mas alguns espertinhos têm burlado essa função ao amarrar objetos diversos na peça veicular.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: