Mercado abrirá em 6 h 17 min

Canadá: Trudeau promete firmeza diante de represálias dos EUA

O primeiro-ministro candense, Justin Trudeau, em Berlim, em 17 de fevereiro de 2017

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, prometeu nesta sexta-feira (19) determinação e firmeza para defender os interesses de seu país diante das represálias comerciais dos Estados Unidos.

"Continuaremos trabalhando muito firmemente para defender os interesses do Canadá [...] diante do caráter injusto das represálias dos Estados Unidos", disse Trudeau a jornalistas.

No fim de abril, o presidente americano, Donald Trump, taxou a importação de madeira canadense de construção e ameaçou fazer o mesmo com os produtos derivados do leite.

Na quinta-feira (18), o Departamento de Comércio americano abriu uma investigação a pedido da montadora de aviões Boeing, que acusa a canadense Bombardier de vender seus aviões para os Estados Unidos por um preço muito menor, graças aos subsídios dados pelo governo.

"No tema da aeronáutica, defenderemos sempre as empresas e os trabalhadores canadenses", garantiu Trudeau.

A ministra canadense das Relações Exteriores, Chrystia Freeland, ameaçou acabar com os contratos do governo do Canadá com a Boeing.