Mercado abrirá em 9 h 20 min
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,14
    +0,06 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.775,20
    -8,20 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    32.777,36
    -1.031,38 (-3,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    790,33
    -19,86 (-2,45%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.801,69
    -15,38 (-0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.920,12
    +45,23 (+0,16%)
     
  • NASDAQ

    14.297,00
    +34,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9260
    -0,0025 (-0,04%)
     

Canadá autoriza uso de vacina anticovid diferente entre primeira e segunda doses

·2 minuto de leitura
Pessoas recebem a vacina contra covid-19 durante uma clínica de vacinação noturna em Mississauga, Ontário, em 15 de maio de 2021

O comitê científico que assessora o governo do Canadá sobre vacinação deu luz verde nesta terça-feira (1º) à possibilidade de trocar a fabricante da vacina anticovid entre a primeira e a segunda dose.

Pessoas que receberam a primeira dose de AstraZeneca podem receber a segunda dose de AstraZeneca ou uma de outra vacina de RNA mensageiro, como da Pfizer-BioNTech ou Moderna, anunciou o Comitê Consultivo Nacional de Imunização (CCNI) em um comunicado.

Os canadenses que receberam a primeira dose de uma vacina de RNA mensageiro devem receber o mesmo imunizante para a segunda dose, mas, se não estiver disponível, outra vacina de RNA mensageiro pode ser oferecida.

"A intercambiabilidade das vacinas significa que você pode receber uma primeira dose da vacina e com segurança receber uma vacina diferente para a sua segunda dose para completar a série de vacinas necessárias para garantir a proteção ideal contra a covid-19", informou o Dr. Howard Njoo, vice-diretor do Departamento Federal de Saúde Pública do Canadá.

Ao fazer esta recomendação, o CCNI especifica que levou em consideração, em particular, o risco de coágulos sanguíneos com a vacina AstraZeneca.

Ele também afirma que a mistura pode levar ao "potencial de aumento dos efeitos colaterais de curto prazo, incluindo dores de cabeça, fadiga e uma sensação geral de desconforto".

A combinação de vacinas de diferentes fabricantes não é nova: foi aplicada contra influenza ou hepatite A, explicou o comitê.

“Acho que teremos que olhar de perto o que acontecerá após essa recomendação”, declarou a Dra. Theresa Tam, diretora de saúde pública, quando questionada sobre o risco de os canadenses rejeitarem a vacina AstraZeneca na segunda dose.

“Não queremos deixar as doses da vacina sem uso”, acrescentou.

Cabe às províncias canadenses decidir se aplicam ou não esta recomendação.

Várias províncias anunciaram em maio a decisão de interromper a administração da vacina AstraZeneca a pessoas que receberam sua primeira dose da vacina como medida de precaução, devido ao aumento do número de coágulos sanguíneos relacionados ao imunizante.

Esta vacina ainda é usado para pessoas que receberam a primeira dose do AstraZeneca e desejam receber uma segunda dose do mesmo produto.

ast/et/vgr/ll/am/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos