Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.783,90
    +21,20 (+1,20%)
     
  • BTC-USD

    47.838,51
    -8.746,39 (-15,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Canadá abre espaço para investimentos em Bitcoin e Índia começa a explorar seu potencial

·3 min de leitura

O mercado de criptomoedas ainda sofre com o duro, mas já esperado baque vindo da nova abordagem dos Estados Unidos junto à negociação das moedas virtuais. Propostas de emendas e demais ajustes já estão sendo debatidas, mas, por hora, a fiscalização mais “invasiva” dos EUA provocou queda considerável na enorme maioria dos criptos.

Entretanto, assim como ocorreu no início dos debates que levaram às mudanças em questão, a megapotência mundial serviu para muitas outras nações ligarem seus próprios sinais de alerta para a necessidade de aproximar o mercado de criptos e suas múltiplas possibilidades da realidade de seus países.

Canadá aceita plataforma de gestão de investimentos em Bitcoins

O Canadá dá seu primeiro aval governamental para uma ferramenta de investimentos baseada em Bitcoins (BTC). Trata-se de uma plataforma de negociação e custódia de BTC para investidores institucionais, como fundos de pensão, administradores de portifólio e fundos mútuos.

O aval dado pela Organização Reguladora da Indústria de Investimentos do Canadá à Fidelity (FNF), empresa que ainda em setembro contava com mais de US$ 4,2 trilhões em ativos sob gestão, deve abrir caminhos para que os primeiros fundos de investimentos negociados em bolsas também sejam aprovados, assim como ocorreu recentemente no vizinho Estados Unidos.

Saldo inicial dos criptos na Índia é bem positivo

Indo de certa forma na “contramão” de países mais temerosos perante a regulamentação de criptomoedas, a Índia deu uma série de fortes sinais receptivos ao mercado em ascensão.

Para começar, logo na primeira reunião parlamentar oficial referente às primeiras etapas regulatórias dos ativos, representantes de situação e oposição foram unânimes em defender a legalidade da atividade e de seus aspectos comerciais, impedindo qualquer possibilidade de banimento, como ocorreu na China.

O governo nacional indica também que, em breve, pretende reclassificar as exchanges que trabalham com ofertas de moedas virtuais no país.

Enquanto outras nações fecham o cerco e de certa forma atrapalham as plataformas de negociação, a Índia irá considerar estas empresas como do ramo de e-commerce. Além de retirar parte da burocracia no ramo, a mudança reduzirá o imposto sobre produtos e serviços – que era deduzido de cada transação feita – de 18% para 1%.

Já nessa quinta-feira (18), o primeiro ministro do país, Narendra Modi, convocou nações democráticas de todo o mundo a trabalhar em prol da adesão e do uso correto do Bitcoin e das demais criptomoedas.

“É importante que todas as nações democráticas do mundo colaborem nessa causa, para garantir que esse recurso promissor não caia em mãos erradas e acabe estragado para nossa juventude”, declarou Modi, que mais cedo na semana já tinha abordado os riscos do uso de criptomoedas na lavagem de dinheiro e em demais crimes de finanças.

Apesar da postura amistosa, os debates de definições regulatórias ainda irão longe em solo indiano. Contudo, não é ousado dizer que a maneira aberta e positiva pelas quais os primeiros pontos da conversa foram abordados podem permitir que o país emergente cumpra com maestria o seu potencial de suprir a ausência chinesa no mercado de criptoativos mundial.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos