Mercado fechado

Maia critica Campos Neto por suposto vazamento de conversa, mas depois volta atrás

Eulina Oliveira
·1 minuto de leitura

O presidente da Câmara disse que recebeu uma ligação do presidente do BC afirmando que ele não divulgou uma conversa particular que os dois tiveram Najara Araujo/Câmara dos Deputados O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusou nesta quinta-feira o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de ter vazado uma conversa particular entre eles para a imprensa. “A atitude do presidente do Banco Central de ter vazado para a imprensa uma conversa particular que tivemos ontem não está à altura de um presidente de banco de um país sério”, escreveu Maia pelo Twitter. Após mais de uma hora da publicação do post, o presidente da Câmara voltou ao Twitter e afirmou que mantém a confiança no colega. “Recebi há pouco ligação do presidente do BC afirmando que ele não divulgou à imprensa a nossa conversa. Diante da palavra do presidente, o vazamento certamente foi provocado por terceiros. Deixo aqui registrado a ligação e a confiança que tenho nele”, publicou. Initial plugin text Conforme publicado ontem à noite pelo Valor PRO, serviço em tempo real do Valor, Campos acionou Maia por uma trégua nas turbulências políticas. Preocupado com os efeitos no mercado financeiro, o presidente do BC pediu que embates políticos sejam deixados de lado e que as atenções se concentrem no avanço de medidas de ajuste fiscal.