Mercado fechará em 5 mins
  • BOVESPA

    120.105,99
    -1.135,64 (-0,94%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.635,07
    -822,95 (-1,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,93
    +0,57 (+1,09%)
     
  • OURO

    1.839,80
    +9,90 (+0,54%)
     
  • BTC-USD

    36.795,22
    +353,49 (+0,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    726,19
    +10,99 (+1,54%)
     
  • S&P500

    3.804,09
    +35,84 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    30.993,83
    +179,57 (+0,58%)
     
  • FTSE

    6.712,95
    -7,70 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.642,28
    +779,51 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    28.633,46
    +391,25 (+1,39%)
     
  • NASDAQ

    12.978,25
    +176,00 (+1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4798
    +0,0845 (+1,32%)
     

Campos Neto é escolhido como presidente de banco central do ano

TAYGUARA RIBEIRO
·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  01-10-2020 - O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 01-10-2020 - O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, foi eleito como o presidente de banco central do ano pela revista britânica The Banker, que é do grupo do jornal Financial Times.

A escolha ocorreu, segundo a publicação, por conta do papel da instituição na economia brasileira ao longo de 2020, ano em que o mundo todo foi afetado pela pandemia do novo coronavírus e o Brasil foi um dos países mais afetados pela crise sanitária.

"Enquanto no início de 2020 as expectativas eram de que a maior economia da América Latina se contraísse em mais de 9%, os números foram revistos drasticamente no final do ano para cerca de metade disso -a previsão do Fundo Monetário Internacional passou de 9,1% para 5,8%, enquanto alguns analistas acreditam que a contração será inferior a 4,5%", avalia a revista britânica.

De acordo com a The Banker, "muito desse cenário mais promissor se deve ao trabalho do Banco Central do Brasil. A instituição monetária respondeu à crise tomando medidas sem precedentes e eficazes para garantir que a liquidez não secasse no sistema financeiro e tomou outras medidas específicas para que as empresas, em particular as pequenas empresas, pudessem continuar a operar".

A publicação afirma que o programa de liquidez do Banco Central brasileiro representou "impressionantes 17,5% do PIB (Produto Interno Bruto)". A revista destaca ainda que o BC obteve autorização temporária do Congresso para comprar e vender ativos privados para "aumentar ainda mais a liquidez do sistema financeiro, que acabou apoiando também o mercado de títulos em moeda local".

Outro ponto de destaque para a escolha foram medidas consideradas inovadoras adotadas por Campos Neto em 2020, como o sistema de transferências bancárias Pix. Campos Neto venceu na premiação britânica nas categorias Mundo e Americas e o resultado foi publicação no último 31 de dezembro.