Mercado fechará em 3 h 11 min

Campo de petróleo de Lula, maior do Brasil, terá que mudar nome

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
O então presidente Lula posa em uma plataforma da Petrobras, no campo Tupi (Foto: ANTONIO SCORZA/AFP via Getty Images)
O então presidente Lula posa em uma plataforma da Petrobras, no campo Tupi (Foto: ANTONIO SCORZA/AFP via Getty Images)

O maior campo de Petróleo do Brasil, o campo de Lula, terá que mudar de nome. A decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) foi divulgada originalmente no dia 2 de junho, e como a Petrobras não recorreu, a mudança terá que ser efetivada.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Na prática, a decisão anula a mudança do nome do campo, feita em 2010. Originalmente, a área foi batizado de campo Tupi, mas depois passou a homenagear o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

Leia também

Segundo o TRF-4, a Petrobras informou que não pretendia recorrer da decisão. As informações são da Agência O Globo.

O processo julgado pelo TRF-4 para a mudança de nome teve origem em 2015, com uma ação de uma advogada de Porto Alegre contra a Petrobras, a Agência Nacional do Petróleo (ANP), Lula e o ex-presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli.

O Campo de Lula – ou, a partir de agora, Campo Tupi – é o maior campo de exploração de petróleo do Brasil, e se localiza na costa do Rio de Janeiro, na zona do pré-sal. Atualmente, produz 1,13 milhão de barris de petróleo e gás diariamente.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.