Mercado abrirá em 2 h 47 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,20
    +0,32 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.865,20
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    40.042,71
    +879,52 (+2,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.003,21
    +34,37 (+3,55%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.169,56
    +22,88 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.138,75
    +14,00 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1341
    +0,0026 (+0,04%)
     

Campeonato Catarinense e o imbróglio com a 'ressureição' do Figueirense

·2 minuto de leitura


Como resultado do julgamento acerca do caso envolvendo o Hercílio Luz, o Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC) puniu o clube do interior do estado com três pontos e uma multa de R$ 15 mil. O resultado, apesar de em primeira instância e lidando somente com uma equipe do estadual, provocou um "efeito dominó" no Campeonato Catarinense.

>Como fica a disputa do Catarinense?

Isso porque o Figueirense acabou beneficiado pela pena onde, agora, está matematicamente habilitado a disputar as quartas de final da competição contra a Chapecoense, equipe que já havia eliminado o Hercílio na primeira oportunidade e estava em vias de decidir a semifinal contra o Marcílio Dias.

Todavia, antes mesmo do primeiro confronto, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) apresentou a denúncia de irregularidade contra o Hercílio Luz onde, diante do impacto direto, a partida que ocorreria no último dia 2 de maio acabou cancelada.

Se sentindo lesada e alegando que é necessário o esgotamento de recursos do Hercílio para não haver a chance de nova reversão do caso envolvendo a escalação irregular do lateral Alisson, a Chape protocolou na última quinta-feira (6) um efeito suspensivo para impedir a realização do primeiro jogo novamente pelas quartas, agora contra o Figueirense. Na agenda da FCF, o confronto está marcado para o próximo domingo (9) no estádio Orlando Scarpelli.

Outra partida que acabou afetada pelo resultado do julgamento, essa por questão de convicção da Federação Catarinense, é o confronto de volta na semifinal entre Avaí e Brusque.

Como a ideia é definir os finalistas do torneio ao mesmo tempo, o embate que ocorreria nesse domingo (9) no Augusto Bauer mudou para o dia 19 de maio. Situação essa, aliás, que não agradou em nada o técnico do Bruscão, Jerson Testoni:

- Primeiramente, é muito ruim. A gente vem numa sequência, estava se preparando para domingo, para o jogo de volta da semifinal. Acho que o momento é muito bom, muito positivo. E agora a gente vai ter que reestruturar tudo, todo o planejamento. Ver quando será o jogo, se haverá outro julgamento… Ainda não estamos totalmente por dentro da situação. Mas a partir do momento em que tivermos uma direção, vamos nos reorganizar. No final deste mês já inicia a Série B, e aí vamos ver qual vai ser nosso foco, se vai ser estadual, se já vamos preparar para a Série B.