Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.643,96
    +1.444,18 (+2,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Campeã do 'BBB21', Juliette sofreu bullying na infância e perdeu irmã de 17 anos por AVC

·5 minuto de leitura

O 'Big Brother Brasil 21' trouxe, além de muitas polêmicas, histórias de vida emocionantes dos participantes. É o caso de Juliette, escolhida a campeã do 'BBB21' com 90,15% dos votos na noite de terça-feira (4). A paraibana, de 31 anos, já era franca favorita a ganhar o programa há tempos. Camilla ficou em segundo lugar, com 5,23%, e Fiuk, em terceiro, com 4,62%.

"Indecisa, sem noção, possessiva, frágil, caça like, oportunista, fora o que falaram nas suas costas. Monte seu pódio sem a Juliette. Tentaram de tudo te deixar triste, louca e má. E dá vontade de fazer discurso vingativo, não quero te fazer chorar. Você é o oposto. Você não caia na armadilha de atacar os outros. Quando tinha tudo para se tonar má, se manteve boa, alegre e sã. Ser no BBB assim é perigoso, porque não acreditam em você. Tudo se polariza e ela quer me perdoar? Isso não existe. E era o exato oposto disso. A verdade é que você nunca esteve sozinha e nunca mais vai se sentir sozinha. Quem está dizendo não sou eu, são quase 24 milhões de seguidores nas redes sociais. Você é um fenômeno, você nunca saiu do primeiro lugar", disse Tiago Leifert a Juliette.

A advogada chorou muito.

"Eu queria dar orgulho a vocês, familia. Obrigado a todos, acreditem em vocês".

Autêntica e dona de um carisma sem igual, Juliette foi a grande protagonista da temporada do reality, mesmo sem sorte no jogo — a primeira e única prova do líder que ela venceu foi justamente a última. Aqui fora, no entanto, a sister de 31 anos sai abraçada e ovacionada por seus milhões de fãs. Só no Instagram, onde tinha cerca de 3,8 mil seguidores quando entrou no “BBB 21”, ela já somava, ontem à noite, mais de 23,4 milhões.

Os números da paraibana — que até joguinho de celular já virou! — surpreendem. Entre 25 de janeiro, data da estreia do “BBB 21”, e 20 de abril, seu perfil no Instagram somou 403 milhões de curtidas. Cada post de sua conta na rede social ganha, em média, 1,75 milhão de “likes”. Pensa que acabou? Juliette ainda bateu o recorde que pertencia à cantora americana Billie Eilish de foto que chegou a 1 milhão de curtidas em menos tempo (6 minutos).

Com tanto sucesso assim, é claro que a vida dela vai ser de muito trabalho daqui para frente. A própria Globo já tem Juliette na mira para consolidar sua carreira artística. E já tem até agência gerenciando o futuro da paraibana, a mesma de artistas como Anitta, Pedro Sampaio e Thiaguinho. E por falar na Poderosa, o diretor artístico da campanha de lançamento de “Girl from Rio”, Giovanni Bianco, contou à coluna Retratos da Vida, do EXTRA, que quer formar uma parceria com Ju em breve.

Mas nem tudo na vida de Juliette veio fácil assim, bastando seu carisma. A advogada superou muitos desafios até conquistar o prêmio de R$ 1,5 milhão. Filha de um mecânico, Seu Lourival, e uma cabeleireira, Dona Fátima, a paraibana tem uma trajetória pessoal marcada pela origem humilde e por dramas familiares. A maquiadora e advogada — e também cantora, já que se destacou ao soltar a voz na casa, tanto que artistas como Luan Santana e Maria Gadú já demonstraram interesse em gravar com ela — nasceu em Campina Grande, na Paraíba, e foi criada na periferia da cidade, em um dos bairros mais perigosos da região.

Quando o pai e a mãe da sister se conheceram, ele já tinha quatro filhos de outro casamento. Os meninos viviam uma realidade de muita pobreza e, inclusive, dormiam em pedaços de papelão. Três anos depois, a primeira filha do casal, Juliette, chegaria ao mundo. Em seguida, veio a caçula, Julienne, que nasceu com uma má formação.

— Juliette deu muito trabalho, porque era muito brabinha, sabe? Era muito danadinha — recordou Dona Fátima numa entrevista recente à coluna Retratos da Vida, do EXTRA: — Ela brincava muito na linha do trem, soltava pipa…

Durante a infância e a adolescência, a vencedora do “BBB 21” conviveu com a perseguição dos colegas de escola, que a discriminavam por ser gordinha. O bullying deixou cicatrizes na personalidade da paraibana, que evita até hoje compartilhar fotos dessa época.

Por falar em compartilhar, no fim da adolescência, Juliette teve a conta de uma rede social hackeada, e suas fotos foram associadas à imagem de uma garota de programa. Em 2008, ela recorreu à Justiça para que a página fosse deletada da internet.

Mas o grande drama de Juliette ainda estava por chegar. Na mesma época, Julienne, então com 17 anos, passou mal e precisou ser internada às pressas. Vítima de um AVC, ela morreu 28 dias depois de ser hospitalizada. A perda da irmã mais nova impactou muito a vida da maquiadora e advogada.

A relação de mãe e filha se inverteu, e Ju, então com 19 anos, passou a cuidar de Fátima.

— Ela tinha medo de eu morrer. Até hoje tem — disse a mãe.

A terapia ajudou a enfrentar o luto, e, para honrar o espírito batalhador e aguerrido da irmã mais nova, Juliette seguiu em busca de seus objetivos e foi aprovada, numa ótima colocação, para o curso de Direito na Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa. Ao se formar, a paraibana tornou-se a primeira de sua família a terminar o ensino superior.

Apesar da formação em advocacia (seu grande sonho sempre foi se tornar delegada), Juliette ganhava a vida como maquiadora, antes de entrar no “BBB 21”. Há alguns anos, em parceria com algumas amigas, ela abriu um pequeno estúdio de maquiagem na capital da Paraíba, mas que acabou fechando as portas com a chegada da pandemia da Covid-19. Agora, com R$ 1,5 milhão no bolso, muitos sonhos certamente serão realizados. Entre eles, uma cirurgia delicada que Dona Fátima precisa fazer no coração.

— Meu sonho é que minha filha seja muito feliz, que compre uma casa e um carrinho. Está bom já — afirmou a mãe, sem imaginar toda a carreira artística de sucesso que está por vir para a campeã do “BBB 21”.