Mercado fechado

Caminhoneiros recebem duas parcelas do auxílio de R$ 1 mil nesta terça-feira

Os caminhoneiros receberão a primeira e a segunda parcelas juntas (Getty Image)
Os caminhoneiros receberão a primeira e a segunda parcelas juntas (Getty Image)
  • Governo inicia o pagamento do Benefício Emergencial (BEm)

  • Primeiro depósito será no valor de R$ 2 mil

  • As parcelas serão pagas até o mês de dezembro

Mais uma medida implementada por Jair Bolsonaro durante o ano eleitoral entra em vigor antes que os eleitores cheguem às urnas. Os caminhoneiros autônomos que mandaram até a última segunda-feira (dia 29) a autodeclaração ao Ministério do Trabalho e Previdência vão receber nesta terça-feira (dia 6) duas parcelas de R$ 1 mil do Benefício Emergencial (BEm).

O governo informou que, até as 18h do dia 29, 129.788 trabalhadores já tinham realizado a autodeclaração do Termo de Registro do TAC para concorrer ao benefício. Como o prazo foi foi prorrogado até 12 de outubro, na segunda leva já ocorreram as liberações 139.880 motoristas.

"Considerando-se o primeiro e o segundo lotes já são 330.741 caminhoneiros beneficiados. O volume total de recursos soma R$ 660 milhões. 190.861 caminhoneiros já haviam recebido o benefício em 9 de agosto", explicou a pasta. Os valores serão pagos até dezembro de 2022, quando Jair Bolsonaro terminar o mandato.

Os transportadores receberão a primeira e a segunda parcelas juntas neste dia 6, referentes aos meses de julho e agosto, totalizando o valor de R$ 2 mil. Os outros valores que serão pagos até dezembro deste ano e estão estipulados em R$ 1 mil.

O benefício é depositado automaticamente em uma uma conta digital aberta por CPF do titular que têm direito ao dinheiro na Caixa Econômica Federal. Não existe a necessidade de cadastro ou de envio de dados de conta para o depósito. Os beneficiários podem movimentar o dinheiro através do aplicativo do Caixa Tem.