Cameron diz que Grã-Bretanha está 'na direção certa'

O primeiro-ministro David Cameron usou sua mensagem de Ano-Novo para dizer que o Reino Unido está "indo na direção certa", informou a BBC em seu site neste domingo. Segundo Cameron, 2012 foi "difícil", mas as pessoas podem projetar 2013 com "realismo e otimismo".

Em uma mensagem em vídeo divulgada hoje, ele admitiu que não tinha "soluções rápidas" para os problemas econômicos do Reino Unido. No entanto, disse ter havido "progresso real" na redução do déficit financeiro da Grã-Bretanha, na reforma dos programas de bem-estar social e melhoria dos padrões escolares.

Enquanto isso, um memorando interno do partido Liberal Democrata tornado público sugere que membros sênior da sigla foram instados a espalhar a mensagem de que não se pode confiar no partido Conservador, do qual Cameron é membro, para ajudar a construir uma sociedade mais justa. Já o Partido do Trabalho respondeu às palavras de Cameron afirmando que o primeiro-ministro tinha "prometido mudança", mas "nada está mudando para melhor".

"Este é, simplesmente, um governo com pressa", destacou Cameron, na mensagem de fim de ano. "O Reino Unido está em uma corrida global para ter sucesso hoje. É uma corrida com países como a China, Índia e Indonésia, uma corrida pelos empregos e pelas oportunidades do futuro."

O primeiro-ministro defendeu a redução de gastos públicos. "Quando as pessoas dizem que podemos retardar a diminuição de nossas dívidas, estamos dizendo que não. Nós não podemos vencer neste mundo com um grande nó de dívida em volta dos nossos pescoços."

Segundo ele, o déficit ficaria cerca de um quarto menor no novo ano do que era quando o governo de coalizão chegou ao poder. Também destacou que há quase meio milhão de pessoas empregadas no país e mais de mil novas escolas.

No entanto, Cameron evitou falar sobre questões como o futuro da Grã-Bretanha na União Europeia e o casamento gay, que têm causado divisões dentro do Partido Conservador. As informações são da Dow Jones.

Carregando...