Mercado fechará em 2 h 58 min
  • BOVESPA

    114.093,54
    +1.811,26 (+1,61%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.519,25
    +180,91 (+0,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,38
    +1,15 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.749,90
    -28,90 (-1,62%)
     
  • BTC-USD

    43.983,03
    +582,86 (+1,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.100,90
    -8,02 (-0,72%)
     
  • S&P500

    4.455,34
    +59,70 (+1,36%)
     
  • DOW JONES

    34.810,63
    +552,31 (+1,61%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.310,50
    +147,00 (+0,97%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2160
    +0,0072 (+0,12%)
     

Call of Duty: Vanguard leva franquia de volta à Segunda Guerra Mundial

·3 minuto de leitura

O novo Call of Duty vai levar a franquia de volta à Segunda Guerra Mundial. A empresa anunciou nesta quinta-feira (19) o lançamento de Vanguard, o novo game da série que chega em 5 de novembro para PC, PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 5, Xbox Series X e Xbox Series S, totalmente localizado em português, com legendas e dublagem. O título terá como foco central da campanha a formação do primeiro time de Forças Especiais, em um momento no qual a Alemanha já se via perdendo o conflito.

O trailer divulgado pela Activision mostra um pouco do que dá para esperar do shooter, que mais uma vez leva a marca de volta às suas origens. A ideia é de uma cooperação entre diferentes países, que unem seus melhores agentes em um grupo que tem como missão o assassinato de Heirich Freisinger, diretor da Gestapo, a polícia secreta do regine nazista, dando mais um duro golpe no Terceiro Reich em um momento crucial do conflito.

Novamente desenvolvido pela Sledgehammer (de Call of Duty: WWII, de 2017), Vanguard também deve dar uma nova abordagem à própria franquia, com os produtores falando de uma história mais pessoal. A batalha permitirá observar os combates em vários países e fronts, enquanto o foco nos protagonistas e também em um antagonista acompanhará uma visão mais pessoal da Segunda Guerra Mundial.

“Nossa história é ficcional, mas tem raízes reais. Consultamos historiadores e tomamos inspirações nos eventos [de verdade], sempre com o foco de criar um enredo autêntico e realista”, explica Aaron Halon, diretor da desenvolvedora. Segundo ele, os produtores da Sledgehammer se sentiram honrados de, há quatro anos, terem levado Call of Duty de volta às suas origens e, agora, estão empolgados com a oportunidade de fazerem isso novamente.

Além da campanha principal para um jogador, Call of Duty: Vanguard também contará com o tradicional modo multiplayer e, claro, novidades a serem adicionadas em Warzone, o battle royale gratuito da franquia. O jogo terá uma nova versão do modo Zumbis, que agora contará as origens da contaminação que vimos no título anterior da saga, Black Ops Cold War.

Novo Call of Duty chega para consoles e PC em 5 de novembro. (Imagem: Divulgação/Activision)
Novo Call of Duty chega para consoles e PC em 5 de novembro. (Imagem: Divulgação/Activision)

Como no ano passado, Call of Duty: Vanguard não terá upgrade gratuito entre as versões PlayStation 4, Xbox One e os novos consoles. Em vez disso, a Activision volta a apostar em um pacote multi-geração, que garante acesso ao game nas plataformas passadas e também nas novas, ou então, em edições físicas e digitais focadas especificamente em cada dispositivo. Confira os preços das edições, que no Brasil, estarão disponíveis apenas em formato digital, sem cópias em disco:

  • Xbox e PlayStation: versão Standard por R$ 279; versão multigerações por R$ 319 e Ultimate Edition por R$ 439;

  • PC: versão Standard por R$ 229,90 e Ultimate Edition por R$ 299,90.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos