Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.519,56
    +270,52 (+0,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,25
    -612,45 (-1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,59
    +0,13 (+0,18%)
     
  • OURO

    1.809,40
    +7,90 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    17.167,85
    -103,22 (-0,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    402,11
    -4,14 (-1,02%)
     
  • S&P500

    3.934,38
    -29,13 (-0,73%)
     
  • DOW JONES

    33.476,46
    -305,02 (-0,90%)
     
  • FTSE

    7.476,63
    +4,46 (+0,06%)
     
  • HANG SENG

    19.900,87
    +450,64 (+2,32%)
     
  • NIKKEI

    27.901,01
    +326,58 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    11.553,00
    -92,50 (-0,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5268
    +0,0262 (+0,48%)
     

Califórnia autoriza táxi sem motorista em São Francisco

Califórnia permite serviço de táxi sem motorista em São Francisco. Foto: Justin Sullivan/Getty Images.
Califórnia permite serviço de táxi sem motorista em São Francisco. Foto: Justin Sullivan/Getty Images.
  • Reguladores da Califórnia aprovaram o pedido da Cruise, empresa da General Motors, para operar um serviço de táxi autônomo em São Francisco;

  • Inicialmente, o serviço contará com uma frota de apenas 30 veículos elétricos;

  • Os carros serão destinados ao transporte de passageiros em rotas menos congestionadas da cidade, entre as 22h e 6h.

Em votação unânime realizada na última quinta-feira (2), a Comissão de Serviços Públicos do estado da Califórnia aprovou o pedido da Cruise, empresa controlada pela montadora General Motors, para começar a operar um serviço de táxi autônomo em São Francisco.

Inicialmente, o serviço de carona contará com uma pequena frota de 30 veículos elétricos, destinados ao transporte de passageiros em rotas menos congestionadas da cidade, entre as 22h e 6h.

Leia também:

As restrições foram projetadas para diminuir possibilidades de acidentes e danos à propriedade, assim como ferimentos e até mesmo óbitos.

Desse modo, será possível para os reguladores analisar e entender o funcionamento da tecnologia na prática, antes de permitir a expansão da frota.

Até o período antes da decisão, a Cruise e a Waymo, outra empresa pioneira de carros robóticos, já cobravam passageiros em partes de São Francisco com veículos sem motoristas, mas auxiliados por um humano pronto para assumir o controle em caso de falhas.

Em uma publicação no blog da Cruise, o diretor de operações da empresa, Gil West, elogiou a decisão de quinta-feira, e a exaltou como “um salto gigante para nossa missão aqui na Cruise de salvar vidas, ajudar a salvar o planeta e economizar tempo e dinheiro das pessoas”.