Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.997,17
    -1.862,40 (-4,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Calendário de vacinação no Rio de Janeiro permitirá réveillon e Carnaval de 2022, diz prefeito

·1 minuto de leitura
Vacinação contra a Covid-19 no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, afirmou nesta sexta-feira que o calendário de vacinação da cidade que prevê imunizar 90% da população adulta até outubro, permitirá à realização de grandes festas como o réveillon e o Carnaval de 2022.

O calendário considerado conservador pelo prefeito foi divulgado esta semana e, segundo ele, se houvesse garantia da chegada de mais doses , a meta de imunização poderia ser antecipada.

A cidade já vacinou cerca de 1,750 milhão de pessoas o equivalente a cerca de 26% da população. A meta é chegar até o fim do mês com 40% da população. As imunização de pessoas fora dos grupos prioritários já começa no fim do mês, de acordo com a programação.

“Quando olhamos esse quadro, se eu pudesse definir em uma frase, é que vamos ter Carnaval. Chegando nestas condições, a gente pode ter Réveillon, pode ter Carnaval, as pessoas podem voltar a se abraçar. Esse é o objetivo”, afirmou o prefeito a jornalistas.

O réveillon de 2020 para 2021 não teve a tradicional queima de fogos em Copacabana, que costuma reunir mais de 2 milhões de pessoas na orla , por conta da pandemia. O Carnaval de rua e na Sapucaí também foi adiado este ano por conta da doença.

Na semana que vem, a prefeitura deve baixar um decreto liberando a volta de eventos na cidade, mas adotará um rígido protocolo que exigirá testes rápidos de Covid-19 para serem realizados.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

(Edição de Alexandre Caverni)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos