Mercado fechará em 5 h 50 min
  • BOVESPA

    106.703,44
    -1.747,77 (-1,61%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.817,11
    -625,10 (-1,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,87
    -0,28 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.663,10
    -6,90 (-0,41%)
     
  • BTC-USD

    18.975,32
    -135,93 (-0,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    433,46
    -12,52 (-2,81%)
     
  • S&P500

    3.631,70
    -87,34 (-2,35%)
     
  • DOW JONES

    29.131,77
    -551,97 (-1,86%)
     
  • FTSE

    6.868,54
    -136,85 (-1,95%)
     
  • HANG SENG

    17.165,87
    -85,01 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    26.422,05
    +248,07 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    11.264,50
    -291,25 (-2,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2662
    +0,0336 (+0,64%)
     

‘Caixaça Econômica’: Distribuidora que viralizou desagrada banco e muda de nome

Caixa confirma envio de notificação aos donos da distribuidora de bebidas (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Caixa confirma envio de notificação aos donos da distribuidora de bebidas

(Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

  • Bar chamado 'Caixaça Econômica' viraliza na web por semelhança com o banco Caixa Econômica;

  • Instituição financeira não aprovou as referências presentes no nome e logo;

  • Proprietários do estabelecimento foram notificados.

Após viralizar na internet, a distribuidora de bebidas ‘Caixaça Econômica’ foi notificada pela Caixa Econômica Federal. A instituição financeira pediu aos proprietários do estabelecimento que retirem as referências tanto do nome quanto da placa que imita a logomarca do banco.

A distribuidora ficou famosa nas redes sociais depois que um internauta publicou um vídeo rindo da criatividade dos donos, que somou mais de 2,5 milhões de visualizações em apenas dois dias. O nome do bar alude à bebida cachaça e à Caixa Econômica Federal.

Amplamente compartilhada, a história chegou aos ouvidos da instituição . "A Caixa fez uma visita para a gente e pediu pra desvincular o 'X' dela, para tirar a ideia de Caixa Econômica. Nós mexemos na logo e substituímos o "X" pelo "CH". Vai continuar se chamando Cachaça Econômica, mas nada que lembre a Caixa Econômica Federal", explicou o proprietário Adilson Ramos, ao g1.

Além da alteração da letra, o estabelecimento retirou da placa a frase “Vem pra Caixaça você também", referência a "Vem pra Caixa você também", utilizada pelo banco. O logotipo passou a estampar algumas bebidas vendidas, mas o azul escuro e a tipografia similares a da instituição foram mantidas.

O que diz a Caixa

Procurado pelo g1, o banco confirmou o envio da notificação aos proprietários do bar e alegou que a utilização indevida da marca constitui crime contra a propriedade intelectual. Veja abaixo o posicionamento completo enviado ao portal:

"A CAIXA informa que já encaminhou notificação para a retirada imediata das marcas do banco de qualquer anúncio publicitário, ação promocional, fachada ou referência visual na internet.

A CAIXA é a titular exclusiva dos direitos de utilização das marcas institucionais e de produtos e serviços, sob o amparo da Lei n° 9279/96, Art.129 e Art.130.

O banco esclarece que a utilização indevida de marcas constitui crime contra a propriedade intelectual, tipificado na referida lei ainda pelo art.189, inciso I, cuja pena prevista é de 3 meses a 1 ano de detenção, ou multa”.

Início de um sonho

Adilson conta que a ideia do nome ‘Caixaça Econômica’ surgiu dele e da esposa, Francini Moreira, que tinham o desejo de “repercutir localmente”. A distribuidora fica em Cariacica, região metropolitana de Vitória (ES).

"Eu tive a ideia do 'Caixa', associando ao logo da Caixa, e a minha esposa matou a charada falando 'Econômica!'. Quando ela falou isso eu pensei: xeque-mate! A gente pensava num nome para chamar a atenção da região, a gente não chegou a pensar que fosse correr o mundo como correu", contou o empresário.

O casal, de 28 anos, trabalha no ramo de bebidas há seis anos, mas só abriram a distribuidora depois que a loja de utensílios domésticos que comandavam começou a ter resultados fracos. De início, a ideia de aludir à Caixa Econômica não foi bem recebida, mas esse cenário logo mudou.

"A gente viu um menino para fazer a arte, ele não gostou muito, mas depois de pronto ele me ligou e falou que tinha ficado genial. Imprimimos e colamos. No terceiro dia, passa um rapaz e grava um vídeo e coloca nas redes sociais, e teve a repercussão que teve", falou Adilson.