Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.718,94
    -1.604,50 (-3,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Caixa vai anunciar redução dos juros da casa própria apesar de alta da Selic, diz Guimarães

·2 minuto de leitura
Presidente da Caixa, Pedro Guimarães

Por Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - A Caixa Econômica Federal vai anunciar na quinta-feira redução dos juros para financiamento da casa própria a despeito do ciclo de alta na taxa básica de juros, a Selic, informou o presidente do banco público, Pedro Guimarães.

Em evento no Palácio do Planalto para anúncio de um programa de subsídio para aquisição de habitação por profissionais de segurança pública, Guimarães afirmou nesta segunda-feira que a diminuição do custo do crédito imobiliário será possível porque a Caixa tem hoje lucro que nunca teve.

Segundo o presidente da Caixa, o anúncio sobre as taxas será tanto para os contratos corrigidos pela TR quanto pela poupança.

"A Caixa hoje tem 250 bilhões de reais prontos pra emprestar e nós teremos nas próximas três semanas várias novidades", afirmou Guimarães.

"A Caixa vai reduzir os juros. Não está aumentando a Selic? Então a Caixa Econômica Federal, com o lucro que nunca teve, sem roubar, vai diminuir os juros da casa própria, mas isso fica pra quinta-feira", completou.

O Banco Central iniciou em março um ciclo de aperto nos juros básicos, elevando a Selic da mínima histórica de 2% para o patamar atual de 5,25% ao ano. Na próxima semana o Comitê de Política Monetária se reúne novamente, sendo que as sinalizações mais recentes do BC apontavam para novo aumento de 1 ponto percentual nos juros, tal qual promovido em agosto.

Sobre o programa para os profissionais de segurança pública, o Habite Seguro, Guimarães pontuou que a Caixa irá direcionar 5 bilhões de reais para esses empréstimos nos próximos quatro meses, mas que poderá elevar esse montante para de 10 a 15 bilhões de reais se houver demanda.

Segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, o Habite Seguro "permitirá a contratação de cotas de crédito imobiliário com condições e regras específicas destinadas ao público-alvo, além de prever outros benefícios correlatos que lhes possibilitam o acesso a imóveis com melhores condições de habitabilidade".

O programa será destinado a policiais, bombeiros, agentes penitenciários, peritos e guardas municipais. O presidente Jair Bolsonaro tem entre os profissionais de segurança pública uma das suas mais importantes bases de apoio político.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos