Mercado fechado
  • BOVESPA

    126.216,99
    +1.604,96 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,31
    +378,78 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,21
    +0,56 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.806,50
    +6,70 (+0,37%)
     
  • BTC-USD

    40.307,45
    +2.360,43 (+6,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    943,02
    +13,10 (+1,41%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,40
    -128,12 (-0,37%)
     
  • FTSE

    7.016,63
    +20,55 (+0,29%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    15.029,50
    +81,75 (+0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0495
    -0,0589 (-0,96%)
     

Caixa lança programa de preservação ambiental

·2 minuto de leitura

A Caixa lançou, neste sábado (12) o programa Caixa Florestas. De acordo com o presidente da empresa, Pedro Guimarães, esse será o maior programa de preservação à natureza do Brasil, com o investimento de R$ 150 milhões todos os anos. “A Caixa que é o banco da inclusão, o banco da matemática, o banco da habitação e o banco de todos os brasileiros passa ser agora, claramente, o banco da preservação da natureza que é fundamental para o Brasil”, disse.

O banco vai destinar parte do lucro para implementar projetos que apoiem as comunidades que vivem dentro das reservas florestais e no entorno, promovendo inserção social e econômica, além de educação ambiental para o manejo sustentável.

O programa também tem como objetivo o plantio de 10 milhões de árvores nos próximos 5 anos, em especial para recuperação de espécies nativas ameaçadas de extinção e de árvores frutíferas em todas as regiões do Brasil.

Caixa Mais Brasil

O lançamento do Caixa Florestas coincide com a 100ª edição do programa Caixa Mais Brasil. Criado em 2019, o programa percorreu 153 municípios do interior do Brasil. “O programa Caixa Mais Brasil significa os executivos saindo da matriz, aqui do ar-condicionado e visitando o interior do país, em especial as regiões Norte e Nordeste, em locais, onde normalmente, não existia esse contato direto e é muito importante, porque com esta conversa, clientes, os empregados, empresários, nós conseguimos entender em primeira mão, os problemas que existem e resolvê-los mais rapidamente”, disse o presidente da Caixa.

Segundo ele foi a partir da percepção adquirida graças ao contato direto com o público que questões chaves foram tratadas. “Foi assim que aceleramos as questões do auxílio emergencial, de todos os pagamentos sociais, percebemos a necessidade da redução das taxas de juros, batemos o recorde de crédito em especial aqueles mais sensíveis, como os créditos para as micro e pequenas empresas, para as pessoas carentes, ou seja, é ouvir a população e responder a isto de uma maneira rápida e eficaz”, disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos