Caixa estreia no exterior com captação de US$ 1,5 bi

A Caixa Econômica Federal captou US$ 1,5 bilhão no exterior, em sua primeira operação no mercado internacional de capitais. Segundo o banco estatal, a demanda dos investidores pelos títulos de dívida ultrapassou US$ 9 bilhões.

A emissão foi precificada com spread de 175 pontos-base acima da taxa livre de risco americana, para títulos com vencimento em 2017 no valor de US$ 1 bilhão. Os outros US$ 500 milhões, com vencimento em 2022, tiveram spread de 180 pontos-base. O retorno para o investidor ficou em 2,495% ao ano e em 3,554% ao ano, respectivamente. A emissão foi classificada em Baa1 pela agência Moodys e BBB pela Fitch.

Segundo o vice-presidente de Finanças e Mercado de Capitais da Caixa, Márcio Percival, o banco quer intensificar a atuação no mercado internacional e diversificar suas fontes de financiamento. "A emissão está alinhada ao plano estratégico de expansão da nossa base de clientes e negócios, ampliando ainda mais as fontes de funding, além de consolidar a percepção dos investidores internacionais sobre os bons fundamentos econômicos e estratégicos da Caixa", disse.

"É a primeira vez que uma instituição brasileira faz uma emissão inaugural de duas tranches. A operação da Caixa coloca a instituição num seleto grupo de instituições financeiras brasileiras com ofertas superiores a US$ 1 bilhão", comentou o vice-presidente. A operação foi coordenada pelo Bank of America Merrill Lynch, Deutsche Bank e HSBC.

Carregando...