Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.745,08
    +2.366,16 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.852,79
    +585,59 (+1,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,83
    +1,77 (+4,11%)
     
  • OURO

    1.801,90
    -35,90 (-1,95%)
     
  • BTC-USD

    19.089,74
    +637,78 (+3,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,07
    +9,32 (+2,52%)
     
  • S&P500

    3.633,40
    +55,81 (+1,56%)
     
  • DOW JONES

    30.029,89
    +438,62 (+1,48%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.069,25
    +164,00 (+1,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3891
    -0,0512 (-0,79%)
     

Caixa Econômica abre PDV para 7,2 mil funcionários

·1 minuto de leitura
.
.

SÃO PAULO (Reuters) - A Caixa Econômica Federal abriu um novo programa de demissão voluntária (PDV) para 7,2 mil empregados, afirmou a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae).

Em comunicado, a entidade afirmou que o período para adesão ao programa vai até 20 de novembro. Quem aderir será desligado ainda neste ano e terá direito ao equivalente a 9,5 salários.

Em nota, a Caixa confirmou ter divulgado um PDV na última sexta-feira, o que, segundo o banco, atende a um pleito dos próprios funcionários da empresa.

"O público-alvo é composto por empregados que atendam aos requisitos do programa e que já se planejaram para a aposentadoria ou desligamento", afirmou o banco estatal.

Segundo o presidente da Fenae, Sérgio Takemoto, a medida tende a prejudicar o atendimento do banco, que é o principal veículo do governo federal para pagamento do auxílio emergencial e de outros benefícios sociais.

"A falta de trabalhadores agrava não só a jornada diária dos bancários como também pode comprometer a qualidade da assistência à sociedade", afirmou.

A Caixa, que chegou a ter 101 mil empregados em 2014, conta atualmente com cerca de 84 mil funcionários.

Em fevereiro, pouco antes da pandemia, a Reuters publicou que a Caixa preparava uma reformulação profunda de sua estrutura administrativa, que incluiria um PDV, a criação de centenas de superintendências menores e fechamento de agências. [nL1N2A71MW]

(Por Aluisio Alves; Edição de Pedro Fonseca)