Mercado fechará em 2 mins
  • BOVESPA

    113.441,16
    +409,18 (+0,36%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.677,06
    +38,70 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,43
    -2,98 (-3,33%)
     
  • OURO

    1.791,20
    -6,90 (-0,38%)
     
  • BTC-USD

    23.933,87
    -99,42 (-0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    568,44
    -3,48 (-0,61%)
     
  • S&P500

    4.306,25
    +9,11 (+0,21%)
     
  • DOW JONES

    34.159,37
    +246,93 (+0,73%)
     
  • FTSE

    7.536,06
    +26,91 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,34 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.677,50
    -3,75 (-0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2250
    +0,0465 (+0,90%)
     

Caged: Brasil criou 253 mil vagas de emprego em outubro

·1 min de leitura

O Ministério do Trabalho e Previdência informou hoje (30) que foram gerados 253.083 empregos com carteira assinada em outubro. O números fazem parte do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged). Conforme o levantamento, o saldo é de 2,6 milhões de novas vagas nos dez primeiros meses deste ano.

Na avaliação do ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, o saldo positivo na criação formal de empregos é uma demonstração da recuperação formal da economia.

“Apenas neste ano, mesmo com os efeitos ainda do ‘fique em casa, a economia a gente vê depois’, conseguimos gerar mais de 2,6 milhões de novos postos formais de trabalho”, afirmou o ministro.

No mês passado, o setor de serviços gerou 144,6 mil postos de trabalho. No comércio, foram criadas 70,3 mil vagas. Em terceiro lugar, o setor da industria teve saldo de 26,6 mil novos empregos.

Os estados de São Paulo (76,9 mil), Minas Gerais (21,3 mil) e Rio de Janeiro (19,7 mil) foram as unidades da federação que mais geraram postos de trabalho.

*Com informações do Ministério do Trabalho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos