Mercado abrirá em 4 h 37 min

Café cai abaixo de US$ 2 com aceleração da colheita no Brasil

(Bloomberg) -- O café arábica despencou em Nova York com a aceleração da colheita no Brasil, o maior produtor mundial, e uma alta do dólar que ao mesmo tempo incentiva as exportações e enfraquece a demanda global.

O dólar ampliou sua alta contra as principais moedas após dados de inflação elevados na quarta-feira prepararem o terreno para o Federal Reserve aumentar juros agressivamente. Isso torna as commodities cotadas em dólar mais caras para a maioria dos países importadores.

Os produtores brasileiros já haviam colhido 59% da safra de café até 12 de julho, ante 48% na semana anterior, segundo a Safras & Mercado. A desvalorização do real aumenta o incentivo para eles venderem no mercado externo.

A Cecafé disse que o Brasil terá mais café para exportar nesta safra, embora os problemas de logística permaneçam.

“Sabemos que a demanda caiu em todos os setores”, disse Nick Gentile, sócio-gerente da NickJen Capital Management. “O euro está fraco, isso não está ajudando a demanda”, já que a Europa é a maior região consumidora de café.

O café arábica negociado em Nova York caiu até 6% para US$ 1,9495 por libra-peso, o menor preço desde outubro do ano passado, e foi negociado abaixo de suas médias móveis de 50, 100 e 200 dias, todos sinais de baixa.

Preocupações gerais com o crescimento global estão ajudando a empurrar o café abaixo do principal suporte psicológico de US$ 2, disse Michael Nugent, fundador da corretora que leva seu nome na Califórnia.

Os preços podem receber apoio de temperaturas mais frias esperadas em partes do Brasil durante a segunda semana de julho, embora não haja risco de geada, disse Gentile. A recente queda nos preços das matérias-primas também aliviará as pressões inflacionárias, disse ele.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos