Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.927,60
    -2,40 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    22.923,82
    -4,68 (-0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

Cadeiras desocupadas por ministros de Lula liberam espaço para sindicalistas na Câmara

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Depois do fracasso de importantes lideranças sindicais nas urnas em outubro, que não elegeram nomes como Antonio Neto (PDT), Paulinho da Força (Solidariedade) e Vicentinho (PT), o movimento sindical contabiliza novas vitórias na prorrogação.

As derrotas chamaram a atenção de empresários atentos à discussão das mudanças na reforma trabalhista, mas a cena vai se mexer um pouco. Com a posse dos novos ministros de Lula, sindicalistas que não conseguiram se eleger e ficaram como suplentes vão ocupar as vagas de deputados reeleitos da federação formada entre PT, PV e PC do B que foram chamados para chefiar os ministérios.

Após a saída de Alexandre Padilha, Paulo Teixeira e Luiz Marinho para suas respectivas pastas, duas das três novas vagas serão ocupadas por sindicalistas.

No rearranjo, os novos ocupantes das cadeiras da Câmara serão Alfredinho (PT-SP), ex-vereador de São Paulo que começou no sindicato dos metalúrgicos nos anos 1980 e foi um dos fundadores da CUT (Central Única dos Trabalhadores) e do PT, e Vicentinho (PT-SP), ex-presidente nacional da CUT.

O terceiro substituto é Orlando Silva (PC do B-SP), ex-vereador de São Paulo e ex-ministro do Esporte.