Mercado fechará em 6 h 34 min

Cade rejeita recurso da Claro e mantém acordo entre TIM e Vivo

Murillo Camarotto

Se algum efeito sobre a concorrência for identificado, o caso poderá voltar à análise do órgão O plenário do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) rejeitou nesta quarta-feira, por unanimidade, um recurso da operadora Claro contra o acordo de compartilhamento de redes firmado entre as concorrentes TIM e Vivo (Telefônica).

A parceria já havia sido aprovada pela área técnica do Cade, mas a Claro solicitou que o tema fosse revisitado pelo plenário do órgão antitruste sob o olhar dos aspectos concorrenciais do acordo.

Pixabay

A Claro também pedia que fosse garantida uma oferta pública de roaming para todas as localidades em que a rede de TIM e Vivo forem as únicas disponíveis.

Mesmo assim, todos os conselheiros acompanharam a área técnica e o voto da relatora, Lenisa Prado. Ficou acertado que, se algum efeito sobre a concorrência for identificado, o caso poderá voltar à análise do Cade.

A decisão do órgão será agora encaminhada à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).