Mercado fechado

Cade libera sociedade do Itaú Unibanco com a Totvs

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Superintendência-Geral do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) deu aval, nesta terça-feira (1º), para que o Itaú Unibanco se torne sócio da Techfin, braço financeiro do grupo de tecnologia Totvs.

Aprovado previamente há duas semanas, o negócio de até R$ 860 milhões ainda dependia do cumprimento de exigências impostas pelo superintendente-geral, Alexandre Barreto, que agora libera as empresas para seguirem em frente com a operação.

Pelos termos da parceira, o Itaú Unibanco passa a obter 50% de participação na Techfin, empresa da Totvs. O banco pagou cerca de R$ 410 milhões à vista e se comprometeu a desembolsar mais R$ 450 milhões depois de cinco anos, mediante metas de desempenho. O investimento previsto é de cerca de R$ 1 bilhão.

A joint-venture reflete um movimento entre os grandes bancos mirando a oferta de "combos de serviços financeiros" para pequenas e médias empresas –um negócio antes de interesse de bancos de menor porte. No caso do Itaú, a parceria permite que o banco seja exclusivo no "desenvolvimento e distribuição de serviços da Totvs".