Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,80
    -0,25 (-0,35%)
     
  • OURO

    1.786,70
    +2,00 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    50.703,08
    -24,57 (-0,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.309,77
    -11,51 (-0,87%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.725,65
    +270,05 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    16.352,75
    +34,75 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3441
    +0,0044 (+0,07%)
     

Cade decide analisar recurso sobre concentração de mercado e trava compra de ações da BRF pela Marfrig

·1 min de leitura
***ARQUIVO***CARAMBEÍ, PR, 08.03.2018 - Fachada do frigorífico da BRF em Carambeí, no estado do Paraná. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***CARAMBEÍ, PR, 08.03.2018 - Fachada do frigorífico da BRF em Carambeí, no estado do Paraná. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) decidiu analisar um recurso apresentado pelo Instituto Brasileiro das Relações de Consumo sobre a compra de ações da BRF pela Marfrig, duas empresas do setor de proteína animal.

Na prática, a análise do recurso impede que a Marfrig exerça direitos sobre as ações que adquiriu sem aval prévio do órgão.

A aquisição foi aprovada pelo Cade após a empresa anunciar a aquisição de 196,8 milhões de ações ordinárias da BRF, correspondentes a cerca de 24,23% do capital social da companhia.

Com a operação, a Marfrig passou a deter 257,26 milhões de ações ordinárias, o equivalente a 31,66% da empresa.

O recurso foi apresentado pela entidade que representa os interesses dos consumidores e afirma que a compra da BRF pela Marfrig tem "potencial fechamento do mercado".

A decisão de analisar o caso só foi tomada agora que o caso saiu da superintendência e subiu para o tribunal do Cade.

O relator do processo será o conselheiro Luiz Augusto Azevedo de Almeida Hoffmann e não há prazo definido para a análise do recurso.

A Marfrig foi procurada, mas não quis se manifestar

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos