Mercado abrirá em 9 h 47 min
  • BOVESPA

    116.464,06
    -915,94 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,94 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,71
    +0,10 (+0,19%)
     
  • OURO

    1.844,60
    -6,30 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    32.182,19
    -121,19 (-0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    648,24
    +0,92 (+0,14%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.654,01
    +15,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.429,14
    +37,88 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    28.629,72
    +83,52 (+0,29%)
     
  • NASDAQ

    13.545,00
    +59,50 (+0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5114
    +0,0006 (+0,01%)
     

Cadastros de chaves Pix passam de 100 milhões nesta quinta, diz Banco Central

LARISSA GARCIA
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - As instituições financeiras cadastraram, até esta quinta-feira (3), mais de 100 milhões de chaves no Pix, novo sistema brasileiro de pagamentos instantâneos, segundo balanço divulgado pelo BC (Banco Central). O registro começou em 5 de outubro e, desde então, quase 40 milhões de pessoas e 2,5 milhões de empresas fizeram o cadastro. Uma pessoa pode fazer até 5 chaves por conta-corrente e uma empresa, até 20. Com isso, o cliente vincula ao número do celular, CPF ou ao endereço de e-mail, por exemplo, às informações pessoais e bancárias dele. Ele pode escolher também uma chave aleatória, que pode ser uma sequência qualquer de números e letras. Na prática, quem fizer o cadastramento das chaves não vai precisar informar todos os seus dados na hora de transferir dinheiro ou pagar conta pelo Pix, ela precisará apenas falar a chave cadastrada (CPF, e-mail ou número de celular, por exemplo). A preferência do usuário é pelo CPF, com 34,4 milhões, seguida de celular, com 22,4 milhões e chave aleatória, com 23,4 milhões. Além disso, 15,8 milhões cadastraram o e-mail e 2,1 milhões usaram o CNPJ. Desde a estreia da nova ferramenta, em 16 de novembro, foram feitas 36,6 milhões de operações, o equivalente a R$ 36,8 bilhões. São 735 instituições cadastradas no novo sistema. O Pix permite fazer pagamentos ou mandar dinheiro para outra pessoa ou empresa de maneira instantânea (em menos de 10 segundos) e independentemente de qual seja a instituição de recebimento. As transações poderão ser feitas 24 horas por dia, nos sete dias da semana, incluindo feriados, e acontecerão de maneira gratuita para pessoas físicas e microempreendedores individuais.