Mercado abrirá em 2 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    113.794,28
    -1.268,26 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,14
    -0,47 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.762,20
    +5,50 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    47.488,77
    -425,13 (-0,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.207,72
    -25,57 (-2,07%)
     
  • S&P500

    4.473,75
    -6,95 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.751,32
    -63,07 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.006,92
    -20,56 (-0,29%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.485,00
    -32,75 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2098
    +0,0250 (+0,40%)
     

Cãozinho Billy, levado por bandidos na Rodovia Rio-Magé, é encontrado pela PM

·1 minuto de leitura

O cãozinho Billy, levado num assalto na Rodovia Rio-Magé, na madrugada desta quinta-feira, foi encontrado por policiais do 15º BPM (Duque de Caxias) na manhã desta sexta. O animal estava perto da comunidade Santa Lúcia, em Caxias, na Baixada Fluminense. Ele está bem e foi levado para a 59ª DP. O shih-tzu Billy, de nove meses, é da menina Maria Eduarda, de 6 anos, e foi dado a ela para ser companhia na quarentena.

— Ela é filha única e o cachorro era a companhia. De toda a família, na verdade. Mas ela é louca por ele — contou a avó, Marina Bella.

Segundo o pai de Maria Eduarda, Marcelo Freitas, nesta madrugada a menina passou mal, vomitou bastante e foi passar alguns dias na casa de um tio. Ele esteve na delegacia para buscar Billy e agradecer aos policiais que o encontraram:

— Agora é chegar em casa, colocar a cabeça no lugar para não ficarmos com trauma psicológico.

Maria, os pais e o cãozinho iam para Minas Gerais quando o carro da família por interceptado por quatro bandidos, todos armados, nas proximidades do primeiro pedágio da Rio-Magé. Um dos criminosos viu Billy e pediu que o pai da menina o colocasse no banco de trás. Em seguida, fugiram no veículo.

A família andou por cerca de uma hora até chegar a um ponto de ônibus, onde conseguiu ajuda de uma pessoa que chamou um Uber. Logo foi inciada uma campanha nas redes sociais pedindo informações sobre Billy. Maria Eduarda chegou a fazer um em vídeo:

"Minha família foi assaltada e junto também o meu cachorrinho. Eu estou morrendo de saudades dele, se vocês puderem me ajudar, compartilhem".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos