Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    45.380,93
    -1.472,70 (-3,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Cão-robô Spot agora pode ser operado remotamente por um simples navegador web

Ramon de Souza
·1 minuto de leitura

No finalzinho de 2020, a Hyundai impressionou o mercado ao adquirir, pela bagatela de US$ 1 bilhão, a empresa de robótica Boston Dynamics. Ao que tudo indica, a gigante sul-coreana está se apressando para aprimorar o Spot, único robô da marca que já está disponível no mercado — quem tiver US$ 75 mil (cerca de R$ 402 mil) pode levar o cachorro robótico para casa ou para a sua empresa.

No primeiro vídeo promocional do modelo após a fusão das companhias, a Boston Dynamics revelou que o Spot agora pode ser operado remotamente graças ao novo sistema batizado de Scout. Trata-se de uma plataforma web, ou seja, você consegue acessá-la a partir de qualquer navegador, em qualquer dispositivo e em qualquer lugar — o controle do robô em si pode ser feito através do teclado ou um joystick especial.

O mais bacana é que, caso você esteja controlando o Spot e ele saia da área de cobertura, seus sistemas lhe farão retornar automaticamente para o último ponto no qual ele recebeu um sinal. Como destacado no vídeo, o robô é capaz de detectar sons anormais, captar imagens térmicas, enxergar de longe com zoom óptico e até patrulhar determinada área pré-definida de forma totalmente autônoma.

Naturalmente, o Spot não é — e possivelmente nunca será — um robô de companhia. Ele não foi projetado para uso doméstico, mas sim profissional, sendo usado para inspecionar, por exemplo, plantas industriais com resíduos químicos nocivos aos seres humanos. De acordo com a própria Boston Dynamics, cerca de 400 Spots foram vendidos em 2020 para uso em minas, usinas nucleares e até plataformas internacionais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: