Mercado fechado

Câmara adia votação do relatório da reforma administrativa

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — Inicialmente marcada para acontecer nesta quinta-feira (dia 16), a votação do relatório da reforma administrativa na Comissão Especial na Câmara dos Deputados foi adiada para a próxima terça-feira (dia 21).

A expectativa era que o relator Arthur Maia (DEM-BA) lesse a nova versão do parecer em seguida os deputados votassem a matéria. No entanto, a sessão nem começou. Alguns pontos incluídos pelo relator levantaram polemica entre quem acompanha o tema, como a inclusão de benefícios para policiais civis e federais.

Em nota, o Centro de Liderança Pública (CLP) criticou o relatório, disse que era um retrocesso e que não deveria ser aprovado, citando tanto mudanças relacionadas às carreiras de segurança quanto falta de alterações para melhorar a prestação do serviço público.

Mais cedo, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) disse que a previsão era o que o texto fosse lido nesta quinta-feira. Em caso de aprovação, poderia ser levado ao plenário na próxima semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos