Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.757,40
    +61,54 (+0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

BW Energy e DBO fazem ofertas por Polo de Golfinho da Petrobras, dizem fontes

·1 minuto de leitura
Sede da Petrobras no Rio de Janeiro

Por Gram Slattery

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A norueguesa BW Energy e a brasileira DBO Energy enviaram ofertas pelo polo marítimo de petróleo Golfinho, da Petrobras, afirmaram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto.

A petroleira tem vendido dezenas de ativos nos últimos anos - de óleodutos a refinarias - com o objetivo de reduzir suas dívidas e focar na produção de petróleo em águas profundas.

Dentre os ativos à venda, estão campos de petróleo maduros, como Golfinho. Localizado na costa do Espírito Santo, Golfinho produziu aproximadamente 14.900 barris de petróleo por dia e 750 mil metros cúbicos de gás por dia em 2020, de acordo com os documentos divulgados pela Petrobras.

A Petrobras não quis fazer comentários. Já BW e DBO não responderam a pedidos de comentários.

A companhia havia entrado em negociações bilaterais com a DBO, que é composta por executivos brasileiros e noruegueses, segundo reportagem publicada pela Reuters em janeiro. As partes estavam discutindo valores em poucas centenas de milhões de dólares, afirmou a Reuters à época.

No entanto, essas negociações não resultaram em um acordo definitivo e a Petrobras posteriormente reabriu a licitação, após divulgar informações técnicas adicionais sobre Golfinho.

Embora a BW já tivesse avaliado o ativo, o interesse em Golfinho aumentou significativamente após as divulgações adicionais da Petrobras, de acordo com uma das fontes, que falou à Reuters nos últimos dias.

A BW e a DBO apresentaram seus lances em meados de junho, embora não tenham sido publicados anteriormente. A expectativa é que a Petrobras inicie negociações bilaterais com o maior licitante nas próximas semanas ou dias, acrescentaram as fontes, que pediram anonimato para discutir assuntos confidenciais.

(Reportagem de Gram Slattery)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos