Mercado abrirá em 7 h 30 min

Quer um carro novo e 'barato'? Prepare-se para gastar R$ 40 mil

·2 minuto de leitura
Fiat Mobi
Fiat Mobi é o carro mais barato do Brasil, seguido por Lifan 530 Talent 1.5 e Renault Kwid Life 1.0
(Divulgação/Fiat)
  • Fiat Mobi Easy Comfort 1.0 é o carro mais barato do Brasil, custando quase R$ 40 mil

  • O décimo carro mais barato no país é o Nissan Versa, que não sai por menos de R$ 58.451,00

  • Segundo economista, falta de matéria-prima e alta nas commodities e no dólar ajudam a explicar preços elevados

O consumidor que quiser comprar um carro novo e pagar barato terá que desembolsar, pelo menos, R$ 39.985,00. Esse é o preço de um Fiat Mobi Easy Comfort 1.0, atualmente o carro mais barato do Brasil.

Só de janeiro a agosto deste ano, o preço de carros novos subiu 14%. Com base nos valores da Tabela Fipe, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, o Poder360 elencou os 10 veículos mais em conta no país e revelou que, logo atrás do Mobi, estão o Lifan 530 Talent 1.5 (vendido por R$ 42,2 mil novo e R$ 38,4 usado), e Renault Kwid Life 1.0 (R$ 45,9 mil novo e R$40, 2 usado). A lista, no entanto, termina com o Nissan Versa, que não sai por menos de R$ 58.451,00.

Leia também:

Recentemente, o valor do Gol da Volkswagen chocou quem ainda se lembrava dos tempos áureos do carro popular, anunciado atualmente por quase R$ 90 mil. Entretanto, os preços subiram de forma geral: o Fiat Mobi, por exemplo, custava $ 3.216 a menos em dezembro de 2020, e o Renault Kwid, lançado em 2017 por R$ 30 mil, quase alcança o patamar dos R$ 50 mil.

Segundo o economista e coordenador do IPC-Fipe, Guilherme Moreira, alguns motivos explicam essa alta – que em 2020 chegou a 6,35%, superando a inflação de 5,62% no período: falta de matéria-prima, como os semicondutores; alta das commodities, como o aço; aumento do dólar, que encarece os insumos da indústria automotiva.

“É um momento muito atípico, em que vários fatores se somaram. Na pandemia de covid-19, houve uma completa desorganização das cadeias de suprimento. Isso elevou os preços e reduziu a oferta de produtos como os semicondutores. Além disso, a alta das commodities e do dólar afeta os custos da indústria automotiva, que trabalha com muitos componentes importados”, disse para a Poder360.

Mesmo com os preços salgados, somente dois carros dos 10 mais baratos do país integram a lista dos mais vendidos, que vai de R$ 39.985,00, com o Fiat Mobi, a R$ 168.525,00 com o Jeep Compass. Isso porque os brasileiros têm optado por carros mais equipados e buscado no mercado dos usados quando a meta é gastar menos. Segundo a Fenabrave, a venda dos veículos de segunda mão cresceu 48,2% em 2021, enquanto os emplacamentos avançaram 14,6%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos