Mercado fechará em 1 h 9 min

Busca por PCs e laptops dispara com prolongamento da pandemia

Wagner Wakka

No começo do ano, o mercado de PCs e laptops registrou forte queda em função de problemas com fabricação, principalmente, na China, onde se registrou início da pandemia da COVID-19. Passado este problema inicial, o cenário agora é completamente oposto: o de crescimento em vendas.

As companhias de análise de mercado IDC e Gartner apresentaram relatórios sobre a distribuição de PCs em todo mundo, englobando desktops e laptops. O que a avaliação calcula é o que foi enviado dos fabricantes para as lojas, e não as vendas finais para consumidor.

Para a IDC, houve aumento de 11,2% no número de PCs enviados. Já a Gartner aponta que tal crescimento foi de 2,8%. A diferença tão grande nos números se dá porque a IDC inclui os Chromebooks na conta do mercado — o que mostra a força do aparelho atualmente.

Segundo o relatório da IDC, os Chromebooks tiveram alta de demanda principalmente no Canadá. Como modelos de laptops mais baratos, eles se mostram uma alternativa para trabalhos em casa ou estudo, o que justifica o aumento em meio à pandemia, segundo a firma de consultoria.

A IDC não especifica regiões, mas aponta que a América Latina no geral teve redução de 4% no comparativo anual em envios. Contudo, a categoria de notebooks apresentou melhor trimestre nos últimos dois anos. "Trabalho remoto, educação em casa e entretenimento impactaram o mercado de laptops corporativos e para consumo", aponta o relatório.

A Apple foi a empresa com maior crescimento anual, com aumento de 36% nas vendas, seguido da HP, com 17,7%.

Resultados de mercado de PCs no segundo trimestre (Dados e arte: IDC)

Outro relatório, agora do NPD, mostra que o mercado viu crescimento de 40% no comparativo anual em PCs e Chromebooks nos Estados Unidos em maio.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: