Mercado fechado

Burger King é condenado no Brasil por explorar funcionários

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Unidade do Burger King. (Foto: AP Foto/Jeff Chiu)
Unidade do Burger King. (Foto: AP Foto/Jeff Chiu)

A rede de restaurantes fast-food Burger King foi condenada no Brasil a pagar uma multa no valor de R$ 1 milhão por manter práticas abusivas sistemáticas contra seus funcionários. A decisão foi divulgada nesta semana.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O Burger King já havia sido condenado anteriormente, mas recorreu. Agora, o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15) manteve a decisão.

Leia também

A empresa tem cinco dias para realizar o pagamento a partir da publicação da decisão. As informações são de reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

Segundo o processo, o BK exigia que seus funcionários, em unidades na cidade de Araraquara, trabalhassem rotineiramente até oito horas extras por dia, sem descanso semanal remunerado. Ou seja, os funcionários precisavam trabalhar sete ou mais dias seguidos sem folga.

"O prejuízo à saúde dos trabalhadores é agravado pelo fato de que a maior parte dos funcionários das lanchonetes de fast food do Burger King são jovens, muitos em idade escolar e ainda em fase de desenvolvimento físico e psicológico, possuindo menor resistência para suportar o impacto nocivo do trabalho excessivo e falta de descansos", diz o procurador Rafael de Araújo Gomes, em fala reproduzida pelo Estadão.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube