Mercado abrirá em 5 h 28 min
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,68
    +1,18 (+1,92%)
     
  • OURO

    1.753,90
    +25,10 (+1,45%)
     
  • BTC-USD

    46.219,52
    +1.392,40 (+3,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    922,96
    -10,17 (-1,09%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    29.440,39
    +460,18 (+1,59%)
     
  • NIKKEI

    29.663,50
    +697,49 (+2,41%)
     
  • NASDAQ

    13.118,75
    +207,75 (+1,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7603
    +0,0020 (+0,03%)
     

Bunge espera assumir ativos da Imcopa após julgamento nesta quarta-feira no TJ-PR

Ana Mano
·2 minuto de leitura

Por Ana Mano

SÃO PAULO (Reuters) - O Tribunal de Justiça do Paraná poderá remover nesta quarta-feira um obstáculo jurídico que tem atrasado planos da Bunge de assumir o controle de duas plantas de processamento de soja que a empresa comprou em maio do ano passado da Imcopa, que está em recuperação judicial.

O colegiado do TJ deve deliberar sobre ações movidas por duas empresas registradas no Panamá, que alegam ser credoras indiretas da Imcopa, o que lhes daria direitos sobre parte do produto da venda, de acordo com documentos judiciais vistos pela Reuters.

O TJ deve decidir se as panamenhas Minefer Development e Triana Business são participantes legítimas do processo.

O colegiado, que será composto por três magistrados, também decidirá se mantém decisão de maio de 2020 que determinou que parte dos recursos da venda das plantas de soja seja depositada em juízo enquanto se aguarda uma decisão final sobre as demandas dos panamenhos em relação aos credores da Imcopa, de acordo com os documentos.

Bunge e Imcopa não quiseram comentar. Os advogados de Minefer e Triana não responderam aos pedidos de comentários.

A Bunge concordou em assumir cerca de 1 bilhão de reais em dívidas e pagar 50 milhões de reais pelas plantas de esmagamento de soja da Imcopa, que podem processar cerca de 1,5 milhão de toneladas por ano.

As plantas da Imcopa estão sendo operadas pela Cervejaria Petrópolis, que paralelamente questiona na Justiça a rescisão antecipada do contrato de arrendamento entre ela e Imcopa.

Ainda não há uma decisão final sobre o a questão do arrendamento. Essa disputa, somada às contestações judiciais das entidades do Panamá, obrigaram a Bunge a esperar quase um ano para de fato assumir as fábricas da Imcopa.

O proprietário da Cervejaria Petrópolis, Walter Faria, detém 100% da Minefer e Triana, com sede no Panamá, de acordo com dados da denúncia relativa a um processo criminal em que ele é réu, e que não tem relação com a questão da Imcopa.

A Cervejaria Petrópolis não quis comentar sobre a participação da Faria na Minifer e na Triana. A cervejaria disse em um comunicado à Reuters que pretende continuar operando as instalações da Imcopa até 2024, quando seu contrato de arrendamento expirará.

(Reportagem de Ana Mano; Edição de Luciano Costa)