Mercado abrirá em 7 h 21 min
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,39
    -2,10 (-1,90%)
     
  • OURO

    1.804,80
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    30.399,79
    +806,17 (+2,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,54
    +1,44 (+0,21%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.418,15
    +184,81 (+2,55%)
     
  • HANG SENG

    19.914,49
    +15,72 (+0,08%)
     
  • NIKKEI

    26.550,69
    +123,04 (+0,47%)
     
  • NASDAQ

    12.314,50
    -68,25 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2558
    -0,0033 (-0,06%)
     

Bullard, do Fed, vê inflação de abril pressionada, mas sem alta de 0,75 p.p. no juro "por ora"

James Bullard, presidente do Fed de St. Louis, fala em palestra pública em Cingapura

(Reuters) - A inflação de abril nos Estados Unidos --de 8,3% em base anual-- permaneceu pressionada, mas ainda não exige que o banco central dos EUA migre para ajustes de 0,75 ponto percentual na taxa de juros, afirmou nesta quarta-feira o presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard.

O plano atual do Fed para aumentos de 0,50 ponto percentual é "uma boa referência por agora", disse Bullard ao Yahoo Finance. Grandes incrementos "não são meu cenário-base... Acho que temos um bom plano em andamento", afirmou.

Os comentários de um dos defensores mais vocais de aumentos mais rápidos dos juros do Fed mostram o quanto as autoridades do banco central se uniram em torno do plano delineado na semana passada pelo chair Jerome Powell de aumentar a taxas de juros em 0,50 ponto nas próximas duas reuniões e fazer um balanço ao longo do caminho de como a inflação está se comportando e o que mais precisa ser feito.

Bullard, no entanto, repetiu nesta quarta-feira sentir que o Fed precisará continuar avançando nesses ajustes de 0,50 ponto percentual pelo restante de 2022, o que empurrará a taxa básica para um intervalo entre 3,25% e 3,5% até o fim do ano.

É uma faixa mais elevada do que a projetada por muitas outras autoridades de política monetária do Fed até agora. Mas Bullard afirmou que os dados ainda podem encaminhar o Fed para qualquer direção.

(Por Howard Schneider)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos