Mercado fechará em 1 h 51 min
  • BOVESPA

    111.230,58
    +557,82 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.446,02
    +43,32 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,60
    +0,64 (+0,77%)
     
  • OURO

    1.787,50
    +17,00 (+0,96%)
     
  • BTC-USD

    66.273,95
    +3.145,06 (+4,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.543,65
    +62,84 (+4,24%)
     
  • S&P500

    4.533,94
    +14,31 (+0,32%)
     
  • DOW JONES

    35.628,19
    +170,88 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.391,25
    -7,25 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4648
    -0,0314 (-0,48%)
     

Bullard, do Fed, diz que empresas dos EUA não apresentam problemas para elevar preços

·1 minuto de leitura
Presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard

(Reuters) - As empresas norte-americanas estão tendo poucos problemas para aumentar os preços aos clientes pela primeira vez em anos, disse o presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, nesta segunda-feira, alertando que a inflação pode permanecer elevada por algum tempo em meio a temores de arraigamento de expectativas mais altas.

Os contatos empresariais de Bullard na jurisdição de seu Fed e em todo o país "tipicamente dizem 'não se preocupe se minha empresa será lucrativa porque vou elevar os preços e não tivemos dificuldade em aumentá-los neste ambiente'", disse Bullard durante evento realizado pelo Fórum Econômico Internacional das Américas.

Bullard está entre os mais assíduos defensores de medidas agressivas para combater a inflação mais alta do que o esperado dentro do banco central dos EUA, e projeta necessidade de dois aumentos de juros já em 2022.

A taxa básica de juros norte-americana permanece próxima de zero, onde esteve desde o início pandemia de Covid-19.

"Estou preocupado com a mudança de mentalidade, eu diria, em torno dos preços na economia e a relativa liberdade que as empresas sentem que possuem para repassar o aumento dos custos aos seus clientes com facilidade. Por anos, esse não foi o caso", acrescentou Bullard.

(Por Lindsay Dunsmuir)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos