Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.183,95
    -355,84 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,28 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,19
    -0,09 (-0,15%)
     
  • OURO

    1.709,60
    -6,20 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    50.797,25
    +3.046,16 (+6,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.014,06
    +25,96 (+2,63%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.696,25
    +14,50 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7787
    -0,0834 (-1,22%)
     

Budweiser desiste de anunciar no Super Bowl para investir em campanha de vacinação

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Partida da NFL. (Foto: AP Photo/Mark Tenally)
Partida da NFL. (Foto: AP Photo/Mark Tenally)

Depois de 37 anos investindo fielmente nos comerciais do Super Bowl, a famosa final da liga americana de futebol NFL, a marca de cerveja Budweiser vai mudar sua estratégia neste ano.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Pela primeira vez, desde 1983, a Bud deixará de pagar por um espaço publicitário na final, e usará esse dinheiro para investir na promoção de campanhas em prol da vacinação contra a COVID-19.

As informações são de reportagem do Meio & Mensagem citando a rede de notícias CNN.

Leia também:

Monica Rustgi, vice-presidente de marketing da Budweiser, afirmou que, apesar de a verba investida nas campanhas a favor da vacina ainda não estar definida, ela deve atingir uma cifra “multimilionária”.

Entre as organizações contempladas estão a Ad Council e a Vaccine Education Initiative - Covid Collaborative.

O objetivo dessas organizações é explicar ao grande público a importância de campanhas de vacinação para a diminuição do espalhamento do coronavírus, do número de infectados e de mortos pela COVID-19.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube