Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.052,02
    -1.422,77 (-3,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

BTG Pactual aumenta exposição às criptomoedas com novo fundo

·2 min de leitura
BTG Pactual, banco de investimentos brasileiro
BTG Pactual, banco de investimentos brasileiro

O BTG Pactual aumenta seu portfólio de produtos com exposição às criptomoedas, ao lançar mais um fundo atrelado ao setor. Chamado “BTG Pactual Reference Ethereum 20“, o novo fundo foi anunciado nesta terça-feira (7). Com ele, o produto terá 20% de exposição a Ethereum, segunda maior criptomoeda, abaixo do Bitcoin.

O BTG Pactual (BPAC11) é o maior banco de investimentos da América Latina. Para trabalhar com o mercado de criptomoedas, o banco anunciou a corretora de Bitcoin e Ethereum chamada Mynt, anunciada em setembro de 2021.

Em maio, o banco já havia lançado outro fundo multimercado atrelado 100% ao Bitcoin, mostrando que nos últimos meses o BTG Pactual partiu para cima das criptomoedas.

BTG Pactual lança mais um fundo multimercado atrelado à criptomoedas, dessa vez em Ethereum

Em um comunicado de lançamento compartilhado com o Livecoins, o BTG Pactual informa que “expande seu portfólio para oferecer mais uma opção segura e acessível para o investidor que deseja ingressar no universo dos criptoativos“.

Para André Portilho, sócio e head de Digital Assets do BTG Pactual, a criação do fundo foi pensada para democratizar o acesso ao mercado de criptomoedas, o que tem movido o banco a criar esses fundos.

“Cripto já é conhecido em praticamente todo o mundo e o investidor brasileiro tem acompanhado o crescimento da relevância desse setor, mas não necessariamente domina a burocracia necessária para operar esse ativo. Agora ele pode ter essa exposição com a mesma facilidade com a que está acostumado a investir em qualquer fundo”.

Quem pretende investir no novo fundo multimercado BTG Pactual Reference Ethereum 20 terá 20% de exposição ao Ether. Os outros 80% são aplicados em renda fixa.

Para aplicar no fundo, os investidores podem aportar no mínimo R$ 100,00, com uma taxa de administração de 0,5% ao ano. Não haverá cobrança de taxa de performance neste produto, que é o 14.ª da família Reference do BTG Pactual.

Portilho declarou ainda que investidores que conhecem o mercado de criptomoedas tem como as opções mais naturais a diversificação entre Bitcoin e Ethereum, as duas maiores moedas. Ele acredita que para o futuro, essas desempenharão uma parte importante da revolução que é este mercado.

“Os criptoativos já estão transformando a forma como o capital circula pelo mundo e ainda temos espaço para uma verdadeira revolução na forma como as pessoas interagem com o dinheiro. Bitcoin e Ether serão vetores relevantes dessa transformação”.

A família Reference do banco foca em investimentos que não tem muita representação na bolsa de valores, como as criptomoedas, tecnologias e o setor de ESG. Criado em 1983, este é um banco tradicional de investimentos no Brasil e região.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos