Mercado abrirá em 4 h 8 min
  • BOVESPA

    119.297,13
    +485,13 (+0,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.503,71
    +151,51 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,20
    +1,02 (+1,69%)
     
  • OURO

    1.748,00
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    63.896,23
    +2.832,71 (+4,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.377,85
    +83,86 (+6,48%)
     
  • S&P500

    4.141,59
    +13,60 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    33.677,27
    -68,13 (-0,20%)
     
  • FTSE

    6.897,54
    +7,05 (+0,10%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,58 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.998,25
    +22,50 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8422
    +0,0110 (+0,16%)
     

BTG lança fundo de investimento em bitcoin a partir de R$ 1

Redação Finanças
·2 minuto de leitura
Vector illustration
Fundo em bitcoin do BTG Pactual tem investimento mínimo de R$ 1
  • BTG Pactual lança fundo de investimento em bitcoin

  • Aplicação inicial é de R$ 1

  • Investimentos são compostos de 20% na criptomoeda e 80% em renda fixa

O BTG Pactual decidiu apostar nas criptomoedas e lançou nesta segunda-feira (5) um fundo de investimento em bitcoin que já está disponível para os clientes do BTG Pactual digital. É o primeiro do tipo no Brasil feito por um banco de investimento. Com valor mínimo de R$ 1, a aplicação é feita diretamente pelo aplicativo do banco. As informações são da Exame.

Leia também:

O objetivo da instituição financeira é que o BTG Pactual Bitcoin 20 torne simples e rápido o investimento na criptomoeda. “Queremos aproveitar toda robustez, tecnologia e estrutura bancária que o BTG Pactual já possui para oferecer vantagem competitiva e democratizar o investimento em bitcoin, moeda que mais cresce dentro do segmento de criptomoedas, e com um produto mais acessível em termos de custo para o investidor”, diz Will Landers, head de renda variável da BTG Pactual Asset Management, responsável por gerir o fundo. 

A instituição financeira não cobra taxa de perfomance, mas é cobrada uma taxa de administação de 0,5% ao ano, além de liquidez D+. Ou seja: é possível fazer o resgate três dias úteis depois da solicitação. 

Não é tudo em bitcoin

O fundo, no entanto, não é só composto por bitcoin e segue as regras da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Sendo assim, os investimentos são compostos de 20% na criptomoeda e 80% em renda fixa.

Segundo a CVM, o investimento somente em bitcoins pode ser feito apenas para fundos de pessoa física ou jurídica com investimento maior que R$ 1 milhão. No caso de investidores profissionais, é necessário ter uma aplicação maior do que R$ 10 milhões.