Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    18.953,45
    +58,94 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

BTG avalia comprar participações minoritárias em gestoras

Rachel Gamarski, Vinícius Andrade e Felipe Marques
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Banco BTG Pactual considera comprar novas participações minoritárias em gestoras de recursos no Brasil.

As compras seguiriam a lógica usada pelo banco ao concordar em se tornar sócio minoritário na nova gestora que está sendo criada por Rubens Henriques, ex-CEO da Itaú Asset Management, de acordo com Eduardo Guardia, ex-ministro da Fazenda e atual CEO da BTG Pactual Asset Management.

“Há oportunidades para esse tipo de iniciativa indo adiante, tanto no Brasil quanto no exterior”, disse Guardia, em entrevista por vídeo.

A indústria brasileira de fundos tem crescido a um ritmo acelerado, apesar de um cenário desafiador para os hedge funds globais, à medida que o Banco Central levou a taxa Selic à mínima histórica. Os fundos multimercados tiveram captação líquida de cerca de R$ 81 bilhões neste ano até setembro -- mais do que o valor total para o ano de 2019 e perto do recorde de R$ 85 bilhões atingido em 2017.

A unidade de gestão de recursos do próprio BTG está se beneficiando desse movimento, já que os ativos sob gestão subiram 11% desde o início do ano, para R$ 304 bilhões em junho, de acordo com dados do balanço do banco. Com os investidores à procura de retornos mais atrativos, o banco tem focado em produtos de private equity, fundos de infraestrutura e até fundos que investem em ativos florestais.

O vento a favor para a indústria de fundos vai depender diretamente das perspectivas fiscais do Brasil, diz Guardia. Embora o programa de alívio de US$ 107 bilhões do presidente Jair Bolsonaro para enfrentar a pandemia tenha sido visto como a decisão correta, Guardia destacou a importância de o governo reforçar seu compromisso com as reformas, assim como a manutenção do teto de gastos.

“O teto é uma âncora para a política econômica e fiscal, inclusive para poder sancionar um patamar de juros baixos no país”, disse.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.