Mercado abrirá em 7 h 11 min
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    62.101,39
    +1.038,48 (+1,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Bruno Henrique brilha, Flamengo vence o Barcelona e coloca um pé na final da Libertadores

·2 minuto de leitura

A última vez que o torcedor do Flamengo foi ao Maracanã para assistir a uma partida de Libertadores foi em 11 de março de 2020. O adversário daquele dia era o Barcelona. Mais de 18 meses depois, o desejado reencontro aconteceu diante dos mesmos equatorianos e mostrou que a conexão entre arquibancada e campo segue igual. Se ainda não dá para cravar que a vaga na final será rubro-negra, dá para dizer que a vitória por 2 a 0 deixou a passagem para Montevidéu muito mais próxima. E de forma merecida.

Com a vantagem, o rubro-negro pode perder até por um gol em Guayaquil, no Equador, dia 28, que estará na decisão. A terceira na história e segunda nos últimos dois anos. Houve sustos, claro. Diego Alves precisou fazer pelo menos três grandes defesas para garantir o resultado, mas assustar é uma coisa e converter é outra.

Quem aproveitou as chances que teve foi o papai Bruno Henrique, que assim como naquela semifinal diante do Grêmio, em 2019, foi o responsável por abrir a porteira. Um belo passe de Gabigol para a cabeçada do camisa 27, que fez o Maracanã explodir como há tempos não se via. O atacante comemorou levando a bola na barriga, uma homenagem ao segundo filho, que ainda não tem nome — embora o jogador tenha feito uma enquete em suas redes sociais para escolher entre Lian ou Pietro. O primeiro filho se chama Lorenzo.

A dupla de ídolos rubro-negros trouxe um fator que seria decisivo em um duelo neste nível: talento individual. O Barcelona pode ser bem armado e bem treinado, mas peca tecnicamente. Exemplo foi o erro na saída de bola, que deixou Gabigol livre e Vitinho com espaço para cruzar e BH completar.

Foi 2 a 0, mas poderia ter sido muito mais, ainda mais quando teve um a mais em campo após expulsão de Molina, do Barcelona. Teve duas bolas no travessão, defesas incríveis de Burrai e chances desperdiçadas aos montes. David Luiz, estreante da noite, fez uma partida que lhe rendeu aplausos e ovações quando foi substituído. Pode ainda não ter ritmo de jogo, mas a qualidade foi visível.

Ainda sim, uma vantagem que só não será aproveitada em Guayaquil se houver um desastre. Falta pouco para o Flamengo ser finalista da Libertadores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos