Mercado fechado

Temendo aglomerações, Bruno Covas cancelará até ponto facultativo do Carnaval 2021

·1 minuto de leitura
Foto: Roberto Casimiro/Fotoarena/Sipa USA via AP Images
Foto: Roberto Casimiro/Fotoarena/Sipa USA via AP Images

O Carnaval em 2021 não será nem ponto facultativo em São Paulo. A decisão foi tomada pela gestão Bruno Covas (PSDB) pelo aumento significativo dos números da pandemia do novo coronavírus na capital. O objetivo é evitar a formação de aglomerações no período. As informações são da Folha de S. Paulo.

A decisão deve ser anunciada nesta sexta-feira (29) e publicada no Diário Oficial do município no sábado (30). A expectativa é que não haja sequer ponto facultativo nos dias 15 e 16 de fevereiro.

Leia também

De acordo com o jornal, a prefeitura da capital paulista deve elaborar atividades para um “carnaval virtual", no qual pode haver participação da sociedade sem desrespeitar os protocolos sanitários.

Não é só São Paulo que vem desarticulando o evento com medo de contribuição negativa para os números da pandemia. Pernambuco e Ceará também anunciaram recentemente a suspensão do ponto facultativo.

Desde o último dia 25 o estado de São Paulo estão sob a fase mais restritiva do Plano SP. Isso porque os indicadores da pandemia preocupam as autoridades sanitárias.

Até essa quinta-feira (28), de acordo com o Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conass), o estado de São Paulo registrava mais de 1,7 milhão de casos confirmados da Covid-19, além de já ter superado a marca dos 52 mil óbitos. Em todo o Brasil, são mais de 9 milhões de infectados e mais de 221 mil vidas perdidas.