Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,90 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,75 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +0,03 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +11,40 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    19.527,70
    +266,22 (+1,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,11 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,38 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    -0,75 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5595
    +0,0539 (+0,98%)
     

Broadcom compra VMware por US$ 61 bilhões

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A fabricante de chips Broadcom adquiriu a empresa de software corporativo VMware por cerca de US$ 61 bilhões (R_jobs(data.conteudo)nbsp;298 bilhões) em dinheiro e ações. Esta já é uma das maiores aquisições de tecnologia de todos os tempos, perdendo apena para o acordo da Dell pela EMC, em 2016, e o da Microsoft na Activision Blizzard, neste ano.

A Broadcom é forte em software de semicondutores e infraestrutura, e seus chips para wi-fi ou bluetooth já foram adotados em aparelhos de empresas como Apple, Google e outros. Já a VMware é especializada em virtualização de rede e armazenamento, com um modelo de negócios que aposta no híbrido de nuvem e espaço de trabalho digital.

Após o fechamento da transação, a Broadcom Software Group mudará de nome e operará como VMware, incorporando as soluções de infraestrutura e segurança da Broadcom para oferecer um portfólio mais diversificado a empresas.

Chips da Broadcom já foram adotados em aparelhos de empresas como Apple e Google (Imagem: Florian Knodt/Flickr)
Chips da Broadcom já foram adotados em aparelhos de empresas como Apple e Google (Imagem: Florian Knodt/Flickr)

Nos termos do acordo, que foi aprovado por unanimidade pelos conselhos de ambas as empresas, os acionistas da VMware optarão por receber US$ 142,50 (R$ 696) em dinheiro ou 0,2520 ações ordinárias da Broadcom para cada ação da VMware.

A Broadcom adquiriu em 2018 a CA Technologies, fabricante de software de segurança e banco de dados, por US$ 18,9 bilhões (R$ 92,4 bilhões). No ano seguinte, comprou a unidade de segurança corporativa da Symantec por US$ 10,7 bilhões (R$ 52,3 bilhões). Menos de 12 meses depois, voltou atrás e vendeu o negócio da Symantec para a Accenture por um valor não revelado. Também em 2018, tentou comprar a rival Qualcomm por mais de US$ 100 bilhões (R$ 488 bilhões), mas desistiu após o governo Trump bloquear o acordo, citando preocupações com a segurança nacional.

Se for concretizada, esta será a terceira maior aquisição da indústria de tecnologia, atrás dos US$ 67 bilhões (R$ 327 bilhões) oferecidos pela Dell à EMC, em 2016, e a aquisição pendente da Microsoft na Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões (R$ 335 bilhões), ocorrida em janeiro deste ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos