Mercado fechará em 6 h 55 min
  • BOVESPA

    126.285,59
    0,00 (0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,74
    +0,35 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.824,90
    +25,20 (+1,40%)
     
  • BTC-USD

    39.686,73
    -142,73 (-0,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    931,13
    +1,20 (+0,13%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.081,55
    +64,92 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    +200,76 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.993,50
    -18,00 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0375
    -0,0210 (-0,35%)
     

Britânico tem que vender carro após filho gastar US$ 1.800 em jogo mobile

·1 minuto de leitura

Muhammad Mutaza, um endocrinologista do Reino Unido, teve de vender sua mini-SUV Toyota Aygo para pagar a cobrança de US$ 1.800 (cerca de R$ 8.980, na cotação atual) vinda da Apple. Os gastos foram feitos pelo seu filho Ashaz, de sete anos, com 29 compras dentro de um jogo de celular.

Segundo Mutaza, a criança pode ter memorizado a senha do celular e do iTunes e gastado enquanto usava o telefone sem nenhuma supervisão. As compras foram feitas no jogo Dragões: A Ascenção de Berk — game da franquia de filmes Como Treinar Seu Dragão, da Dreamworks — e variam de US$ 0,99 (R$ 5) a US$ 99,99 (R$500).

"Inicialmente, pensei que fui enganado. Nunca pensei que seria possível gastar tanto dinheiro em um jogo infantil — o jogo é recomendado para crianças com mais de quatro [anos]", disse o médico ao Daily Mail.

A Apple ainda reembolsou US$ 207 para Mutaza, mas o endocrinologista pretende processar a empresa de Tim Cook. "Muito bem, você me enganou. Parabéns, você conseguiu roubar meu filho. Você o enganou (...) Eu não vou gastar mais um centavo com vocês nunca mais", protestou o pai da criança em uma ligação com o atendimento ao consumidor da empresa.

Em resposta ao veículo britânico, a fabricante dos iPhones disse que, embora não comentasse casos individuais, seu recurso de controle parental para liberação de compras é ativado por padrão para crianças menores de 13 anos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos