Mercado fechará em 2 h 27 min
  • BOVESPA

    114.604,22
    -1.063,56 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.358,00
    +206,62 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,46
    +0,24 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.776,60
    -21,30 (-1,18%)
     
  • BTC-USD

    49.845,05
    +266,19 (+0,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    997,54
    +2,88 (+0,29%)
     
  • S&P500

    3.852,94
    -72,49 (-1,85%)
     
  • DOW JONES

    31.555,20
    -406,66 (-1,27%)
     
  • FTSE

    6.651,96
    -7,01 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    12.985,50
    -316,50 (-2,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7303
    +0,1598 (+2,43%)
     

Britânica Claranet investe US$100 mi para expandir computação em nuvem no Brasil

Aluisio Alves
·1 minuto de leitura

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de computação em nuvem Claranet, com sede no Reino Unido, anunciou nesta quinta-feira um investimento de 100 milhões de dólares para ampliar suas operações no Brasil.

O valor será usado para sustentar o crescimento orgânico e para aquisição de outras empresas do setor, dentro dos planos de tornar nos próximos três anos a operação brasileira na mais importante do grupo. O plano inclui ampliar de 200 para 500 o quadro de funcionários em 2021.

"O investimento visa tornar a operação do Brasil um dos maiores grupos de 'hybrid cloud' e cibersegurança no mercado, com foco em serviços com elevado potencial de crescimento e alinhados com os desafios de digitalização das empresas de médio e grande portes", disse o presidente da empresa, Edivaldo Rocha.

A empresa, que afirma ter mais de 6.800 clientes e cerca de 2.500 trabalhadores distribuídos por 24 escritórios no mundo, tem tido o crescimento no Brasil apoiado em parte numa agressiva campanha de aquisições.

Desde 2012, a empresa fez 28 aquisições e agora planeja acelerar esse processo no Brasil e América Latina para dar sustentação ao ritmo anual de expansão das receitas, que tem se mantido ao redor de 37% nos últimos cinco anos. Uma das últimas aquisições foi da CorpFlex, em agosto passado.

Segundo um levantamento da empresa de pesquisa de mercado IDC, a receita global de fornecedores de produtos de infraestrutura de TI para ambientes em nuvem aumentou 9,4% ano a ano no terceiro trimestre de 2020, enquanto investimentos em infraestrutura de TI tradicional, caíram 8,3% ano a ano.