Mercado fechado

Brinquedo trava e deixa pessoas de cabeça pra baixo por 10 minutos em parque de diversões

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Brinquedo que travou de cabeça para baixo possui duas cabines que giram até 360º. (Foto: Divulgação/YupiePark/Facebook)
Brinquedo que travou de cabeça para baixo possui duas cabines que giram até 360º. (Foto: Divulgação/YupiePark/Facebook)

Um brinquedo de um parque de diversões em Praia Grande, no litoral de São Paulo, apresentou uma falha e deixou dezenas de pessoas de cabeça para baixo, na noite de segunda-feira (25). O Yupie! Park, empresa responsável pelo brinquedo, afirmou que uma oscilação de energia causou o incidente.

Conhecido com “Kamikaze”, o brinquedo é dividido em duas cabines, onde as pessoas ocupam os assentos, e executa giros de 360º durante o funcionamento. Em uma das operações, a atração “travou” enquanto as cabines estavam de cabeça para baixo e assim ficou durante cerca de 10 minutos.

Nesse meio tempo, as pessoas que estavam no brinquedo começaram a se desesperar e a gritar por socorro. De acordo com informações da empresa, o brinquedo tem 18 metros de altura e comporta até 16 pessoas em cada cabine.

Uma das testemunhas relatou ao portal G1 o desespero das pessoas que estavam presas no Kamikaze. “Ele deu as voltas que dá e ficou parado lá em cima. Eu já tinha acompanhado o brinquedo outras vezes e sabia que ele não deveria ter ficado parado”, contou.

Leia também

Segundo a testemunha, um dos funcionários que monitoravam a atração tentou empurrar o brinquedo para fazê-lo descer manualmente. No entanto, o brinquedo voltou a funcionar sozinho. Após a abertura das portas e destravamento das cadeiras, os usuários foram retirados do Kamikaze com a ajuda dos bombeiros.

Em nota ao G1, o Yupie! Park afirmou que “que é característica do brinquedo parar em cima para inverter o giro e, nesse momento, houve uma oscilação de energia que fez com que o brinquedo ficasse parado por alguns segundos a mais que o habitual”.

A empresa disse que, com a chegada da equipe de manutenção, foi realizado imediatamente o procedimento padrão previsto para essas situações, e todos os visitantes foram desembarcados em segurança, sem nenhuma intercorrência.