Mercado fechará em 6 h 7 min

Briga envolvendo mais de 30 macacos derruba parede e mata dois homens na Índia

·2 minutos de leitura
Foto: Shwe Paw Mya Tin/NurPhoto via Getty Images
Foto: Shwe Paw Mya Tin/NurPhoto via Getty Images

Uma briga entre 35 macacos na cidade de Agra, no norte da Índia, acabou na morte de dois homens depois de uma parede ser derrubada em cima dos humanos. Laxman Tulisiani, o proprietário da casa, estava com um trabalhador identificado apenas como Veera, contratado para uma reforma, quando o confronto entre animais levou a estrutura abaixo. As informações são da agência indiana IANS.

De acordo com a Polícia, Laxman estava inspecionando um imóvel seu e pensava justamente na demolição de uma parede nos próximos dias para viabilizar a obra. Ele e Veera se encontravam no segundo andar quando a briga entre os animais teve início.

Leia também

O conflito foi tão intenso que acabou derrubando a parede em cima dos dois. Equipes de resgate chegaram para retirar a dupla dos escombros com vida, porém eles não resistiram e faleceram no hospital. O caso aconteceu na última segunda-feira (05). A cidade de Agra é onde fica localizado o mundialmente famoso Taj Mahal.

A imprensa indiana destacou que essa não é a primeira vez que macacos provocam um episódio insólito no país. Segundo o jornal India Today, em 2018, macacos invadiram uma casa, tomaram um bebê recém-nascido do colo de sua mãe e fugiram.

Moradores perseguiram o macaco que carregava bebê. A criança acabou caindo no chão e batendo a cabeça. Como aconteceu no caso mais recente, a vítima foi ao hospital, mas não resistiu.

Os casos envolvendo macacos causaram tanta repercussão no país que acabaram no Parlamento. Enquanto alguns congressistas acusando os animais de serem responsáveis por um caos no país, ativistas ambientais destacaram que os animais adotaram comportamentos violentos justamente devido à destruição de seu habitat natural, causada pelo homem.

A população urbano de macacos tem crescido com velocidade e especialistas apontam que humanos colaboram para essa situação ao alimentar os animais. Os primatas que vivem em Agra, os macacos-rhesus, de nome científico , são tradicionais da Ásia e podem ser encontrados em outros países da região.