Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.557,70
    +1.491,37 (+3,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Bridgewater vê retirada de estímulos pelo Fed antes do esperado

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Federal Reserve provavelmente reduzirá suas compras de ativos mais rapidamente do que os mercados esperam e as taxas de juros também aumentarão em ritmo mais rápido, de acordo com Greg Jensen do Bridgewater Associates, o maior fundo de hedge do mundo.

“A economia vai puxar o Fed”, disse Jensen, co-diretor de investimentos da empresa, em entrevista à Bloomberg TV na quinta-feira. “Certamente há uma inflação bem acima da meta e acreditamos que continuará a acelerar se o Fed não se mexer.”

A política monetária acomodatícia do banco central face a um crescimento robusto apresenta oportunidades para os investidores, disse Jensen. A Bridgewater prefere ações de empresas com fluxos de caixa que acompanharão a economia, disse ele. A empresa adicionou Coca-Cola, Walmart e Johnson & Johnson, entre outras, no segundo trimestre, de acordo com documento divulgado no início deste mês.

“A maior arbitragem que você pode fazer no mundo agora é pegar o que os formuladores de políticas estão dando a você”, disse Jensen. “Eles estão oferecendo taxas de juros incrivelmente baixas em relação ao alto crescimento do PIB nominal.”

As autoridades do Fed destacaram o aumento dos riscos da variante delta, que pode afetar o ritmo de recuperação econômica da pandemia e alterar sua disposição de reduzir a compra de títulos.

Dois integrantes do Fed fizeram comentários hawkish, exortando o banco central a começar a reduzir seu programa de compra de ativos. Jerome Powell adotou tom mais paciente e dará sua opinião sobre o panorama da política na sexta-feira em discurso virtual no simpósio anual de Jackson Hole.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos